Inovação e tecnologia: vem aí a 2ª edição do Prêmio Correio de Futuro

estúdio correio
06.08.2020, 17:26:59
Atualizado: 06.08.2020, 17:56:31
Equipe vencedora do I Prêmio Correio de Futuro com o projeto Leitor Pauteiro (Foto: Marina Silva/Arquivo CORREIO)

Inovação e tecnologia: vem aí a 2ª edição do Prêmio Correio de Futuro

Projeto reúne estudantes dispostos a melhorar o monitoramento de dados na Bahia

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Uma ideia inovadora para melhorar o monitoramento de dados públicos da Bahia. Esse é o grande objetivo do Prêmio Correio de Futuro, que chega a sua segunda edição num formato que une a comunicação com a tecnologia. Até o dia 9 de agosto, estudantes de qualquer curso de nível superior de qualquer universidade do Brasil poderão se inscrever no prêmio - selecionado no ano passado entre os projetos mais inovadores do mundo em mídia, pela International News Media Association (INMA).

As inscrições, que são feitas através do site www.premiocorreiodefuturo.com.br, podem ser individuais ou em equipes de até três estudantes. As ideias apresentadas devem trazer propostas de melhorias no acesso ou na análise de dados públicos referentes à Bahia. O participante pode inscrever quantas ideias quiser.

“É uma oportunidade de aprendizado para os participantes desde o primeiro momento, e não só para quem chega na final. Só em se inscrever já é um desenvolvimento”, avaliou o coordenador de Inovação e Mídias Digitais do Correio, Juan Torres, que destaca que o Prêmio está aberto não só para quem se encaixa nas áreas de TI ou comunicação, mas para o estudante de qualquer área que tenha uma boa proposta.

Criatividade
Juan conta que as ferramentas desenvolvidas pelos participantes devem auxiliar o jornalista, através da tecnologia, a monitorar ou capturar informações com maior facilidade. Juan dá o exemplo de plataformas que podem resgatar informações de bancos de dados públicos de toda a Bahia e acrescentar às matérias, como aconteceu em 2018, quando uma reportagem do CORREIO foi publicada abrindo dados sobre a balneabilidade de praias baianas. Foram retirados dados de mais de 1.400 PDFs, em parceria com a Escola de Dados.

Outra ferramenta que segue a mesma lógica é a Operação Serenata de Amor, uma inteligência artificial (IA) que alerta quando um deputado tem gastos com a alimentação fora do padrão. Tudo isso facilita o trabalho de quem está na redação.

E como funciona o processo de seleção? Já na inscrição, os competidores são desafiados a explicar a importância do seu projeto, através de um questionário. Essa é uma forma de avaliar o alcance que a ferramenta pode ter. Após a seleção dos candidatos, chega a hora de uma entrevista com uma equipe do Jornal CORREIO, entre eles o coordenador digital, Wladmir Lima, a editora-chefe do jornal, Linda Bezerra, além de Juan Torres. 

Como não há um número máximo ou mínimo de participantes, é só desenvolver bem a sua ideia e ser criativo para carimbar o passaporte para a semifinal. 

Nessa fase, os participantes vão assistir a um workshop que os ajudará a tornar seu projeto um pouco mais concreto, apresentando de forma detalhada como será o seu funcionamento. Os melhores projetos passam à final, que será um grande evento, com debates de especialistas e o anúncio do vencedor ao vivo! 

O estudante (ou equipe) que conquistar o prêmio, terá a oportunidade de desenvolver a ideia durante três meses, junto com a equipe do CORREIO e com mentoria do desenvolvedor Álvaro Justen, professor de programação e fundador do Brasil.IO.

Aprendizado
Para quem venceu em 2019, além de ter o contato com o dia a dia do jornal, o que mais valeu foi o processo percorrido até o troféu. Ícaro Carneiro, 23, é formado em Sistemas de Informação pela Uneb, e não fazia ideia de como viabilizar algo para a Comunicação. Ao se juntar com Elisa Brotto, 23, que é estudante de Jornalismo pela Unifacs, desenvolveram o Leitor Pauteiro, ferramenta que permite que o público que acessa o site do CORREIO sugira pautas para serem apuradas pela redação. 

“É uma competição acirrada. O mais legal de tudo isso é ter vivido o evento, não só o pós, que são os meses de desenvolvimento. Além das reuniões com Juan, onde a gente entendia a prática de como funcionaria dentro do grande jornal do nosso estado”, lembrou. Elisa completa que a partilha de ideias é fundamental para a inspiração: “Você percebe que não está sozinho. Quando você pensa que pode mudar algo, lembra que outras pessoas também pensam assim”.

E se mesmo depois de entender cada passo a passo e se inspirar com essas histórias você ainda não se convenceu a participar, a estudante de Jornalismo lembra de uma frase muito importante: “O não você já tem. Se inscreva, não custa nada. Além de ser um aprendizado você carrega uma experiência muito boa. Tente e você pode se surpreender lá na frente”, finalizou.

O Prêmio Correio de Futuro é um projeto do jornal Correio, com o patrocínio do Hapvida, apoio da Claro, parceria do Sebrae e o apoio institucional da Brasil.io.

O QUE: Prêmio Correio de Futuro 2020
INSCRIÇÕES: www.premiocorreiodefuturo.com.br
PERÍODO: até 9/08/2020

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas