Irã x EUA: como o Brasil pode ser impactado por essa crise?

artigo
15.01.2020, 05:00:00
Atualizado: 15.01.2020, 11:36:38

Irã x EUA: como o Brasil pode ser impactado por essa crise?

Nos últimos dias, tem-se acompanhado a escalada da crise entre Estados Unidos e Irã, não iniciada, como muitos pensam, com a morte, no dia 2 de janeiro, do General Suleimani, líder da Guarda Revolucionária Iraniana. Tampouco esta crise começou com a invasão, por milícias apoiadas pelo Irã, segundo os EUA, da embaixada deste país em Bagdá, em 31 de dezembro de 2019 ou pelos ataques que os norte-americanos fizeram a bases de milícias xiitas no Iraque e na Síria no último dia 29, matando 24 pessoas em resposta a outro ataque, com mais de 30 mísseis, que uma base militar de aliados dos EUA sofreu, no Iraque, em 27 de dezembro passado.

A rigor, os conflitos entre ambos remontam, pelo menos, à década de 1950, quando CIA e Reino Unido tiraram do poder o primeiro-ministro iraniano Mohammed Mossadeq (nacionalizador do petróleo) e apoiaram a ascensão do Xá Reza Pahlavi, pró-Ocidente. Em 1979, a revolução iraniana levou ao poder o aiatolá Khomeini, instaurando uma teocracia e mudando a geopolítica da região até hoje.

Esse histórico e o cenário atual são complexos, afetam a política internacional em níveis diferentes, e o Brasil não fica fora desta dinâmica. Seus impactos para Brasília podem se dar em frentes distintas. Algumas seriam estruturais, como os efeitos da crise sobre a produção de petróleo (cerca de 20% deste é transportado pelo Estreito de Ormuz), sobre as economia e migrações mundiais, ou sobre a questão nuclear e militar.

Outras têm efeitos mais diretos sobre os interesses brasileiros, e uma postura diplomática mal calculada pode gerar prejuízo junto aos países envolvidos e seus aliados. Multilateralmente, pode-se perder capacidade de articulação em organizações internacionais; bilateralmente, pode-se perder em áreas diversas, como na economia. Não se deve esquecer da importância histórica dos EUA, tanto em comércio, quanto em investimentos, por exemplo.

Já o Irã, parceiro brasileiro há mais de 100 anos, é importante para as exportações: em 2019, foi o 2º maior comprador de milho, o 5º de soja e o 6º de carne bovina. Outros setores, como a cooperação internacional, também podem ser afetados se o Brasil não adotar o pragmatismo responsável de outrora. O país coopera com EUA e Irã em muitos segmentos – Desenvolvimento, Direito, Cultura, Inteligência (imprescindível para a segurança nacional), entre outros.

A equação da crise é complexa. Seus efeitos potenciais são múltiplos, inclusive em escalas regionais – os EUA são, por exemplo, o 2º maior parceiro comercial da Bahia, que possui histórico de relação comercial com o Irã com potencial de crescimento.

O ano novo não esperou para apresentar enormes desafios aos atores internacionais. Que possamos respondê-los adequadamente.


Matheus Souza é professor e coordenador do Bacharelado em Relações Internacionais da Unijorge

Opiniões e conceitos expressos nos artigos são de responsabilidade dos autores


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/de-arrepiar-jovens-percursionistas-fazem-apresentacao-no-centro-historico/
Dança, moda e artes plásticas também fazem parte do Coisas do Sim, do Projeto Axé
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/paraguai-extradita-brasileiro-acusado-de-liderar-contrabando-de-cigarro/
Preso desde março de 2019, Luiz Henrique Boscatto foi entregue à PF na Ponte da Amizade, em Foz do Iguaçu
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/papa-manda-mensagem-as-familias-das-vitimas-de-brumadinho/
Pontífice lembrou 1 ano da tragédia, completado neste sábado (25)
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/o-que-e-entenda-o-brexit-o-divorcio-do-reino-unido-da-uniao-europeia/
Prazo final para saída dos britânicos do bloco é dia 31 de janeiro
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/cena-de-terror-diz-jovem-que-salvou-irma-de-ser-atingida-por-predio-em-narandiba/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/lore-improta-e-taby-lancam-nova-musica-pipoca-veja-clipe/
O balé da produção é composto por crianças da periferia de Salvador
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/vanessa-da-mata-faz-show-de-novo-disco-na-concha-acustica/
Apresentação acontece neste domingo (26), às 19h, e também relembra sucessos
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/o-que-esperar-de-regina-duarte/