'Já estou acostumado', diz cobrador de ônibus atingido por tiro na Suburbana

salvador
24.07.2018, 08:28:00
Atualizado: 24.07.2018, 13:04:54
Cobrador Adalberto Guedes, 33 anos, mostra chaparia do ônibus perfurada por tiro (Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO)

'Já estou acostumado', diz cobrador de ônibus atingido por tiro na Suburbana

Cerca de 30 passageiros estavam no veículo; motorista fugiu de assalto

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A primeira viagem do dia do ônibus da empresa Plataforma da linha Paripe/Rodoviária foi interrompida por momentos de pânico e tensão. O veículo foi atingido por tiros na manhã desta terça-feira (24), por volta das 4h50, na Avenida Suburbana, no bairro do Boiadeiro, logo após o Parque São Bartolomeu, em Salvador. 

De acordo com o motorista do ônibus, que preferiu não se identificar, dois homens armados pularam na frente do veículo dando voz de assalto. O motorista, ao perceber a ação, acabou avançando com o coletivo e desviando dos assaltantes. Os homens fizeram três disparos. Um deles em direção ao ônibus. A bala acertou a porta traseira.

O motorista conta que era a sua primeira viagem e que, dentro do ônibus, tinha cerca de 30 pessoas. Ao perceber a ação dos assaltantes, muitos se desesperaram e começaram a gritar. Um mulher passou mal e acabou desmaiando.

"Foi muita gritaria, as pessoas pediam para que não parasse o veículo. Foi uma situação muito complicada porque eu assustei e acelerei no susto. Infelizmente essa é a nossa realidade. Peço mais policiamento nas primeiras horas da manhã", conta o motorista. 

De acordo com o cobrador Adalberto Guedes, 33 anos, os homens, após os disparos, acabaram parando um outro veículo que faz linha para o bairro do Itaigara. Ainda de acordo com ele, assaltos em coletivos são comuns, principalmente no bairro do Boiadeiro. 

"Infelizmente, acabamos nos acostumando com essas situações. É muito complicado sair de casa cedo para trabalhar e ter que passar por isso", lamenta.


Veja relato do cobrador:

 

O ônibus foi levado para a Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), na Baixa do Fiscal. O delegado Glauber Uchiyama afirmou que um único disparo atingiu a porta traseira do lado direito do ônibus. Segundo ele, o motorista percebeu a tentativa de assalto e tentou desviar. Os assaltantes fugiram após o tiro e nenhum dos passageiros no ônibus foi ferido.

Em nota, a Polícia Militar informou que uma equipe da 14ª Companhia Indepentente da Polícia MIlitar (CIPM/Lobato) foi informada pelo Centro Integrado de Comunicação (Cicom), da Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA), de que dois homens armados estavam prestes a roubar pedestres em um ponto de ônibus, situado na localidade de Boiadeiro. 

"Os PMs já realizavam radiopatrulhamento na região e frustraram o delito. Houve disparos de arma de fogo por parte dos criminosos, que fugiram entre os becos da região. Ninguém ficou ferido. Guarnições da PM realizam incursões na localidade, mas ninguém foi preso", afirmou a PM, em nota.

*com supervisão do chefe de reportagem Jorge Gauthier

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas