Jovem processa esposa de Pyong Lee por fraude em sorteio de carro no Instagram

em alta
10.07.2020, 11:05:13
(Foto: Reprodução)

Jovem processa esposa de Pyong Lee por fraude em sorteio de carro no Instagram

Influencer não responde as mensagens da ganhadora e nem entregou o prêmio

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A influencer Sammy Lee, esposa de Pyong Lee, está sendo processada por fraudar o sorteio de um carro zero realizado em seu Instagram. O caso foi parar na Justiça depois que Tayná Bertoglio, moradora de Tatuí (SP), participou de um concurso promovido pela influencer e alega ser a ganhadora do veículo.

Segundo o G1, ação, que tem valor de R$ 50 mil, pede danos morais e corre no Tribunal de Justiça de Tatuí. Nos autos a seguidora alega que "cumpriu todos os requisitos para participar do referido sorteio e que, sem qualquer alteração no regulamento oficial, os réus promoveram mudanças nos critérios de contemplação".

Segundo Tayná, o concurso foi regulamentado pela Secretaria de Avaliação, Planejamento, Energia e Loteria (Secap) e realizado por Sammy Lee e parceiros da influencer no Instagram.

Para participar, os interessados deveriam cumprir algumas regras, como comentar no post do sorteio e seguir os perfis dos parceiros para ganhar um “número da sorte”.

“No desacordo com o parceiro, ela começou a agir por conta própria e mudou as regras do sorteio. No regulamento autorizado pela Secap, a data de sorteio foi marcada para o dia 5, mas ela colocou para o dia 12 por conta própria. Isso não foi autorizado”, explicou Tayná ao G1.

“Quando a Lotomania [um jogo de loteria da Caixa Econômica Federal] do dia 5 saiu, se ela seguisse o regulamento, eu seria a ganhadora do carro”, afirma.

Depois do sorteio, Tayná afirma que entrou em contato com Sammy Lee pelo Instagram, mas as mensagens enviadas não foram visualizadas ou respondidas.

“Ela faltou com compromisso, responsabilidade, e teve confusão com sorteio. Conforme regulamento oficial, o número da sorte me contempla como a ganhadora do sorteio”, diz a seguidora.

“A gente fica na expectativa pelo sorteio. No dia 5 eu recebi mensagens de amigos que falaram que fui contemplada. Fiquei feliz, mas imagina você quase ganhar um carro? Eu me senti prejudicada por um problema da Sammy e o patrocinador do sorteio. Não é um problema meu. E ela deveria ter mantido de acordo com o que foi divulgado. Foi uma falta de responsabilidade e ela não pensou no seguidor e nem na expectativa e ansiedade que o concurso gerou.”

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas