Justiça do Rio ordena que clássicos tenham torcida única

Futebol
17.02.2017, 20:37:00
Atualizado: 17.02.2017, 20:38:08

Justiça do Rio ordena que clássicos tenham torcida única

Decisão aconteceu após a morte de um torcedor botaguense em confronto com flamenguistas e gerou revolta dos clubes

Os clássicos no Rio de Janeiro serão realizados com uma torcida só. A decisão foi tomada nesta sexta-feira (17) pelo juiz Guilherme Schilling, do Juizado Especial do Torcedor e dos Grandes Eventos do Rio. A decisão atinge os quatro grandes clubes do estado: Flamengo, Vasco, Fluminense e Botafogo. O pedido partiu do promotor Rodrigo Terra, do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP/RJ). 

Como esperado, a decisão judicial causou reação imediata. O governo do Rio afirmou, em nota, que vai recorrer da decisão considerada “radical e anti-esportiva. Ela acaba com o próprio espírito do futebol”.

No domingo passado (12), um torcedor do Botafogo morreu após briga entre botafoguenses e flamenguistas antes do clássico no Engenhão.

Briga entre botafoguenses e flamenguistas foi pivô para decisão (Foto: Marcello Dias/Estadão Conteúdo)

Flamengo, Fluminense e Vasco são contra a decisão. “O Flamengo é totalmente contrário porque entende que a medida não resolveria o problema da violência. Defendemos a punição exemplar dos criminosos na pessoa física”, criticou o presidente Eduardo Bandeira de Mello. 

Eurico Miranda, presidente do Vasco, foi ainda mais contundente. “Se tiver torcida única na final, não tem jogo, o Vasco não vai jogar, porque não há juiz que determine algo assim, está acima de qualquer raciocínio lógico”.  No Campeonato Carioca, a semifinal e a final de cada turno são realizadas em partida única.

“Esperamos que a medida não seja definitiva e que o bom senso prevaleça”, declarou o Fluminense em nota. 

“O Botafogo nada tem contra qualquer iniciativa em favor do pleno desenvolvimento do esporte, da segurança das pessoas, está sempre disposto a colaborar. Mas não dessa maneira”, disse Carlos Eduardo Pereira, do Botafogo.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas