Lobisomem infiel, vampira e mulher de branco: causos arrepiam cidade baiana

podcast
28.07.2022, 08:00:00
((Ilustração: Eduardo Bastos e Isis Cedraz))

Lobisomem infiel, vampira e mulher de branco: causos arrepiam cidade baiana

Ouça segundo episódio do Só se ouve na Bahia, podcast do CORREIO que traz causos do interior

Desde a sua fundação, 124 anos atrás, o município de Mairi, no centro-norte da Bahia, registra inúmeras histórias aterrorizantes pelas ruas do interior. Relatos de fantasmas, espíritos sensuais e um lobisomem infiel são alguns dos causos contados e passados entre gerações. Quem conta esses mitos afirma: “alguém que eu conheço viu”! Mas será que esses contos realmente são verdadeiros? 

O segundo episódio do podcast “Só se ouve na Bahia” traz os convidados do município para contar, com detalhes, as histórias que eles ouviram de seus pais, avós, cônjuges e irmãos. Para comentar sobre a importância da cultura de linguagem oral dos mitos folclóricos para o interior, o podcast conversa com a folclorista Salua Chequer. O líder espírita, médium e fundador do Centro Espírita Cidade da Luz, José Medrado, explica a diferença entre espíritos e fantasmas e conta se tem como algum deles ser visto por pessoas vivas. 

Um suposto lobisomem, vestido em pele de vaca, grande e peludo ganhou o coração de uma humilde mulher de Mairi, o único problema é que ela era casada. Mas há quem diga que essa história não é bem assim. O engenheiro ambiental Washington Sena conta que o homem lobo era um amante apaixonado; mas sua tia, Irani Rios, afirma que não existia infidelidade: era apenas uma garota namorando escondido de sua mãe. 

Mas não é só o lobisomem que aterrorizava e ganhava corações, uma mulher de branco atraía os homens do município e os levava para o local que arranca arrepios de todos, o cemitério. A aposentada Enedite Sampaio, que prefere ser chamada de Dona Ditinha, diz que conhece o mito desde menina, e que o seu próprio marido, enquanto era noivo, foi perseguido por um suposto espírito que mudava de forma. Confira também o cordelista Franklin Maxado, associado do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia, que recita a história de uma vampira feiticeira que se casou com um lobisomem na região do centro-norte baiano.


Como ouvir o podcast? Escolha o seu aplicativo favorito:

Para ouvir no Spotify, clique aqui.

Para ouvir no Apple Podcasts, clique aqui.

Para ouvir no Amazon Music, clique aqui

Para ouvir no RadioPublic, clique aqui.


Você também pode ouvir no player abaixo ou fazendo o download:


FICHA TÉCNICA:


Produção, narração e edição: Isis Cedraz

Supervisão: Jorge Gauthier

Trilha de abertura: Ricardo Cedraz e Daniel Dantas

Cordel: Franklin Maxado

Entrevistados: Washington Sena, Irani Rios, Enedite Sampaio, Salua Chequer e José Medrado. 


QUE PODCAST É ESSE? Só se ouve na Bahia é uma produção mensal do CORREIO. Apresentado por Isis Cedraz, o podcast traz mensalmente histórias contadas pelo interior do estado, com os desdobramentos na cultura local.

MAS O QUE É PODCAST? É um programa de áudio igualzinho a um de rádio, mas que você pode ouvir quando, onde e como quiser - pulando, pausando ou adiantando os trechos, se preferir. Basta ter um aplicativo de músicas (como Spotify), um aplicativo para podcasts (do Google ou da Apple) ou simplesmente dar o play na janela acima.


Conte também seu causo interiorano aqui! Mande um e-mail com a história para o endereço soseouvenabahia@gmail.com.


*Com supervisão do chefe de reportagem Jorge Gauthier 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas