Mãe surda cria máscaras transparentes para facilitar leitura labial

coronavírus
29.05.2020, 10:35:21
Atualizado: 29.05.2020, 10:38:13
(Foto: Reprodução)

Mãe surda cria máscaras transparentes para facilitar leitura labial

Filha Justine Bate também tem problemas auditivos e se comunica através do movimento dos lábios

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Uma mãe de Manchester criou uma máscara com uma "janelinha" transparente para facilitar a comunicação entre ela e sua filha Teona de 10 anos. As duas são surdas e se comunicam através de técnicas de leitura labial.

A criação de Justine Bate, 42 anos, virou um sucesso e apenas na última quarta-feira (27) 42 unidades foram vendidas. Seu marido, Carl Bate, 50, disse ao portal SWNS que a família está empenhada em produzir mais máscaras para atender a demanda.  

"Não podemos fazê-los com rapidez suficiente para o que as pessoas precisam. A quantidade de pessoas que a procuraram e pediram essas máscaras é bastante impressionante", disse ele que não possui problemas auditivos mas usa o apetrecho para facilitar a comunicação com a esposa e filha.

Justine, uma designer gráfica que é surda desde o nascimento, cria as máscaras usando uma máquina de costura em casa, com a ajuda de Carl. Os desenhos finais foram concretizados após cerca de quatro dias de testes, que incluíram encontrar a espessura certa de plástico para poder costurá-lo no tecido. 

Um plástico muito fino não conseguiria ser encaixado facilmente, já um espesso ficaria escuro demais para poder se enxergar os lábios.

Justine vende as máscaras - compostas por um escudo transparente, armação de tecido e faixas elásticas para prender ao redor das orelhas - por cerca de US $ 7,39 (cerca de R$ 40). Mas administrar um negócio não era o objetivo, diz o marido.

"Não tinha a ver com ganhar dinheiro", diz Carl. "Tinha a ver com fazer algo para facilitar a vida de nossa filha".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas