Major da PM é preso após ser flagrado transando em quartel

brasil
20.06.2021, 17:16:23
Atualizado: 20.06.2021, 21:31:56

Major da PM é preso após ser flagrado transando em quartel

Cena foi flagrada por tenente-coronel, que fez denúncia

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um major da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) foi preso, na última sexta-feira (18), após ser flagrado transando com uma mulher na academia da corporação, local onde ocorre o curso de formação dos novos oficiais. A cena foi flagrada por um tenente-coronel, que acionou a corregedoria prendeu o major.

O policial só conquistou a liberdade provisória neste sábado (19), após audiência de custódia, informou o site Metrópoles. Segundo a decisão, o oficial está proibido de mudar de endereço sem prévio aviso e terá de comparecer a todos os atos do processo.

O artigo 235 do Código Penal Militar, que versa sobre pederastia ou outro ato de libidinagem, detalha o crime como praticar, ou permitir o militar que com ele se pratique ato libidinoso, homossexual ou não, em lugar sujeito a administração militar.

A pena é de detenção de 6 meses a 1 ano, podendo ser agravada quando a conduta for praticada com concurso de duas ou mais pessoas e por oficial, ou por militar em serviço.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas