Marc Bell casa influências africanas e baianidade em criação para o AFD

correio afro
22.11.2021, 15:01:00
((Foto: Divulgação))

Marc Bell casa influências africanas e baianidade em criação para o AFD

Estilista trouxe a cor preta comunicando alegria, beleza e glamour

Nome já conhecido da passarela do Afro Fashion Day, o estilista franco camaronês Marc Bell, que anualmente reserva o período entre outubro e janeiro para mergulhar na Bahia e participar do evento, retorna ao evento com a proposta de casar o seu olhar “afropolitano”, como descreve, à cultura baiana. Dentro do tema Black Power, a marca optou por ressignificar a expressão da cor preta com um contexto positivo, chique e valorizado.

De acordo com Marc, seu look para esta edição do AFD foi buscar matéria prima e inspiração nas tradições de Gana, país da África Ocidental. “Utilizei um tecido africano muito comum no ghana nos velórios por conta da sua cor preta, e decidi fazer desse tecido uma roupa alegre, chique, urbana, unissex, estilosa”, explica. “A proposta foi  resignificar a cor preta que geralmente é assimilada a tudo que seja negativo, ruim, mal, escuro e trazer outro olhar para que a cor preta seja visto como algo chique, alegre , bonito e valorizado”, completa.

O estilista relata que desenhou uma camisa longa, pensada como uma peça única que pode ser utilizada tanto por homens e mulheres. Amante da moda “techwear” Marc já tem o hábito de trazer para suas coleções, roupas sustentáveis que se encaixam em uma diversidade de corpos, usando a criatividade. “Essa camisa também tem mangas desmontáveis franzidas em referência as baianas da Bahia que representam tão bem o nosso povo”, diz.

Além da camisa o look de Marc Bell para o AFD 2021 inclui uma calça saia que se abre verticalmente nas pernas para deixar aparecer as pernas de quem usará a peça. “Além da sustentabilidade de poder ter uma calça versátil, também para evitar a produção em massa de roupas,  a proposta era agregar um ‘glamour’ na hora necessária para cada homen e mulher”, comenta.

A terceira parte da criação é uma saia de tule grosso preto que Marc utilizou para reproduzir uma saia de baiana moderna aberta na frente, com o objetivo de agregar “glamour”. “Coloquei 8 bolsos cargo militares para se desfazer da saia de princesa frágil. Foi a minha forma de representar a bahiana modena,linda,trabalhadora versátil e sofisticada de hoje em dia”, afirma. “Para concluir fiz uma máscara de tule em forma de sacola de plástico que a sociedade utiliza para asfixiar os povos oprimidos só que ainda somos vivos e conseguimos respirar ainda mesmo depois da pandemia que estamos vivendo”, completa.

(Foto: Divulgação)

Afro Fashion Day 2021

Reconhecido como o maior evento de moda negra do Brasil, o AFD é responsável por levar profissionais e jovens que sonham em desfilar às passarelas. Engajando marcas baianas, modelos pretos e alçando marcas históricas, como o lançamento do desfile filmado, o Afro Fashion Day 2021 trará mais uma vez representatividade e empoderamento negro para a moda do país.

O Afro Fashion Day é um projeto do jornal Correio com o patrocínio do Grupo Boticário, Hapvida, TikTok, com apoio Institucional da Prefeitura Municipal de Salvador, Sebrae, apoio do Shopping Barra, Laboratório CLAB, CCR Metrô, Vizzano, Clube Melissa e Suzano.


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas