Marina Ruy Barbosa: 'Não guardo rancor, mas guardo mágoas'

em alta
12.08.2019, 20:30:03
(Reprodução/Instagram)

Marina Ruy Barbosa: 'Não guardo rancor, mas guardo mágoas'

Atriz também confessou ser bastante desapegada quando sofria com ex-namorado

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A atriz Marina Ruy Barbosa, 24 anos, revelou que um de seus defeitos é guardar mágoas. Fora da televisão após o fim da novela das nove, da Globo/TV Bahia, O Sétimo Guardião, a artista admitiu que se magoar com os outros só prejudica a ela própria.

"Eu não sou de guardar rancor, mas eu guardo mágoas. E isso é muito ruim, porque só é ruim para quem está sentindo, né? Mas eu acho que pelo fato de ser sensível, você acaba sentindo tudo de uma forma muito intensa. Então, quando você se decepciona com alguém, quando você se frustra com alguém, você pode acabar, como você tem a memória boa, guardando aquilo", disse ela à revista Glamour.

Ainda à publicação, Marina respondeu se algumas características e informações sobre ela eram verdadeiras ou falsas. Sobre relacionamentos, a atriz confessou ser bastante desapegada quando sofria com ex-namorado.

"Sempre foi muito apegada às pessoas da minha vida, mas quando me decepcionava, por exemplo, com ex-namorado, eu fazia assim: não está me fazendo bem, eu já desapegava em 3, 2, 1...", contou.

Casada há quase dois anos com o piloto Xandinho Negrão, Marina Ruy Barbosa ainda revelou que adora encarar a sexualidade como algo divertido ao lado de quem ama.

"Eu acho que tudo na vida tem que ser leve de alguma forma, né? A sexualidade sempre esteve muito atrelada, também, à intimidade com outra pessoa. Quanto mais intimidade, mais confiança, amor, desejo e admiração pela outra pessoa eu tinha, mais gostosa ficava a brincadeira", afirmou.

Recentemente, a atriz usou as redes sociais para lamentar a morte da gatinha Ruth, que a acompanhava desde criança. A atriz relata que nunca viu o pai dela chorar. Esta foi a primeira vez.

(Foto: Reprodução/Instagram)

"Ah, Ruth! Dezessete anos juntas. Crescemos juntas e agora você se foi. Minha amiga, companheira, anjo da guarda. Não consigo parar de chorar, de saudade, de vontade de te trazer de volta pra perto. Os bichos são puro amor, nos ensinam muito sobre amar e só ficam ao lado de quem também é amor", escreveu a atriz na legenda das fotos que publicou no Instagram. 

Marina desabafou sobre a perda da gata, que estava com câncer. "A única coisa que aquieta minha alma é saber que você parou de sofrer e que eu te enchi de beijos e você sentiu o calor do meu peito preenchido de gratidão e amor durante todos esses dias", escreveu. No Twitter, os seguidores de Marina Ruy Barbosa se comoveram com o desabafo da atriz e compartilharam fotos de seus animais de estimação.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas