Marinha do Uruguai apreende navio brasileiro por pesca ilegal

mundo
15.01.2019, 08:42:10

Marinha do Uruguai apreende navio brasileiro por pesca ilegal

Fragata disparou tiros de advertência poucos metros adiante da embarcação comercial

A Marinha do Uruguai apreendeu um navio médio do Brasil, o Tatuira, que realizava pesca ilegal de corvina, badejo e possivelmente também de atum. O caso ocorreu na madrugada de domingo, dia 12, em águas territoriais uruguaias, a cerca de 130 km a nordeste do Porto de La Paloma.

Na operação, a fragata ROU 1 disparou tiros de advertência poucos metros adiante da embarcação comercial, matriculada no Rio Grande do Sul, para evitar uma tentativa de fuga. O navio foi avistado primeiro por um voo de patrulha da aviação naval, que acionou o esquema de patrulha e colocou a fragata em rota de interceptação acelerada. 

O Tatuira foi alcançado por volta das 5h. O comandante recebeu ordens de desligar as máquinas, permitir a abordagem por um grupo de fuzileiros e depois redirecionar o seu percurso rumo a La Paloma. O barco ainda tentou escapar do cerco, tomando a direção dos limites brasileiros. "Nessa manobra, quase colidiu com o navio militar. Foi necessário abrir fogo", disse um porta-voz do Comando Geral da Armada (CGA). 

No terminal marítimo, os dez tripulantes e o pesqueiro foram entregues na tarde desta segunda-feira, 14, à polícia local e às autoridades da Diretoria de Recursos Aquáticos. Em nota oficial, a Marinha do Uruguai informou que quatro dos seis porões de bordo já estavam cheios no momento da abordagem. 

A empresa proprietária da embarcação será processada por pesca ilegal, a mesma acusação que deve pesar sobre o pessoal detido. Outra punição será uma multa, ainda a ser definida por um juiz. A carga foi confiscada. Até o início da madrugada desta terça-feira, dia 15, a Marinha do Brasil não havia se manifestado sobre o incidente. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas