Máscaras podem ser reutilizadas com intervalos e não precisam ser lavadas

salvador
07.02.2021, 09:03:00
(Foto: Divulgação)

Máscaras podem ser reutilizadas com intervalos e não precisam ser lavadas

Entenda a dinâmica do acessório, e também a melhor forma de armazená-lo

Ainda que sejam descartáveis, as máscaras do tipo PFF2 (também chamadas de N95) têm uma vida útil maior do que as cirúrgicas na tentativa de barrar o avanço da contaminação pelo novo coronavírus. Ou seja: não precisam ser jogadas fora depois de terem sido usadas apenas uma vez. Enquanto estiverem inteiras, com elásticos funcionando bem, podem continuar a ser utilizadas, de acordo com o físico Vitor Mori, do Observatório Covid-19 BR.

“Só precisa tomar cuidado para não lavar, não passar álcool e deixar descansando por pelo menos três dias”, ensina ele. “Por isso recomendo você ter alguma de emergência e fazer o uso consciente em espaços de maior risco”, complementa. 

Tanto o álcool quanto o sabão degradam o material da máscara. Da mesma forma, não é indicado que ela fique exposta ao Sol por horas. Caso aconteça, o ideal é que não seja por mais do que alguns minutos.

Leia a reportagem principal: É hora das máscaras N95? Especialistas debatem se Brasil deve seguir exemplo europeu

Depois, a máscara pode ser guardada em um saquinho de papel, para descansar por alguns dias. A recomendação é evitar sacos plásticos porque são menos arejados. Mas mesmo com todos esses cuidados, é difícil dizer, ao certo, quantos dias ou meses ela vai durar. A ideia é observar justamente se ainda dá para usar, se não há vazamentos e se o elástico ainda está ajustado. 

Leia também: Saiba onde comprar a máscara N95 em Salvador a partir de R$ 1,99

Em alguns modelos, ele pode ser trocado quando fica frouxo, o que aumenta o tempo de vida - ao menos, em ambientes não hospitalares diretamente ligados ao combate à covid-19. 

"Estou usando a última que abri há quase dois meses. Se você usar com parcimônia e tentar reutilizar o máximo que der, não tem problema. Agora, se todo mundo usar a máscara uma vez e depois jogar fora, não tem dinheiro nem produção nacional que aguente. É importante que, para o uso cotidiano, a gente tente reutilizar ao máximo", reforça. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas