Máscaras são entregues de graça a passageiros na Estação da Lapa

coronavírus
24.04.2020, 12:55:00
Atualizado: 24.04.2020, 12:56:11
Ação da Associação Comercial da Bahia teve apoio da Semob (Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

Máscaras são entregues de graça a passageiros na Estação da Lapa

Serão 2 mil distribuídas até domingo; segunda, só terão acesso aos ônibus e metrô nas estações quem estiver usando máscara

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

À medida que desciam as escadas em direção às plataformas, passageiros recebiam máscaras na Estação da Lapa. Na manhã desta sexta-feira (24), houve a distribuição gratuita às pessoas que ainda circulavam no local sem o item de proteção facial, que será obrigatório nesta segunda-feira (27) para pegar ônibus e metrô nas estações de transbordo de Salvador. A ação tem como objetivo conter o avanço da covid-19. 

“Eu saí de casa apressado e acabei esquecendo a minha. Mas, agora estou protegido. Sei que é uma doença que está matando muita gente e que é preciso sair protegido, ainda mais eu que estou no grupo de risco. Vou procurar andar com uma sempre no bolso”, disse o aposentado Osvaldo Santos Bahia, 60 anos, após receber duas máscaras antes de pegar o ônibus para Brotas. 

A distribuição é realizada pela Associação Comercial da Bahia (ACB), com o apoio da Secretaria de Mobilidade de Salvador (Semob) e do Governo do Estado. Serão entregues, de graça, 2 mil máscaras nas estações de transbordo.

“A princípio, até o domingo, estaremos fazendo um trabalho de conscientização, inclusive com a entrega de máscaras para quem não estiver usando, mexer com a consciência das pessoas. A Organização Mundial de Saúde (OMS) já enfatizou várias vezes o uso das máscaras para conter o avanço da pandemia”, declarou o secretário de Mobilidade Urbana de Salvador, Fábio Mota.

Até então sem máscara, a dona de casa Joselita Fagundes, 59, aprovou a iniciativa. "A intensão é muito boa. Estou sem, porque as duas únicas que tenho estão lavando e precisei sair de casa para ver a minha filha. A máscara veio em boa hora", disse ela.

Até domingo, serão distribuídas 2 mil máscaras, de graça
(Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

Joselita não esconde a preocupação com a doença - ela faz 60 annos daqui a 15 dias e passa a fazer arte do grupo de risco.

"A gente não pode dar um vacilo desses. Era para não ter saído de casa, mas a gente que é mãe não vai negar o pedido de um filho", justificou. 

A partir desta segunda-feira, barreiras impedirão o acesso de passageiros sem máscaras nas plataformas das estações de transbordo da Lapa, Acesso Norte, Pirajá e Mussurunga. Quando chegarem nesses locais, as pessoas passarão por uma triagem antes de terem acesso aos ônibus e ao metrô. Agentes da Semob e guardas municipais farão as abordagens.

“Não vamos facilitar. Fora das estações, os rodoviários não permitirão o acesso de pessoas sem máscaras nos ônibus. Se houver resistência por parte do passageiro, a Guarda Municipal será acionada”, declarou Mota. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas