Menino morre e pai fica ferido em desabamento de muro de escola em Itabuna

bahia
16.10.2021, 12:30:58
Atualizado: 16.10.2021, 12:41:56

Menino morre e pai fica ferido em desabamento de muro de escola em Itabuna

Os dois caminhavam próximo a área de feirinha quando houve o acidente
(Foto: Reprodução)

Uma criança de 9 anos morreu neste sábado (16) depois que parte do muro da Escola Municipal Marechal Castelo Branco, em Itabuna, desabou e a atingiu. Guilherme Aurelio passeava com o pai, Fábio Guedes dos Santos, quando eles foram atingidos.

O pai da criança também teve ferimentos em uma perna e no braço. Ele foi socorrido para o Hospital de Base pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Não há mais detalhes sobre o estado de saúde dele. A equipe do Samu constatou a morte de Guilherme. 

Os dois caminhavam perto da área externa da escola, voltando da feira livre do bairro da Califórnia, quando o acidente aconteceu. Não houve outras pessoas atingidas.

A escola, que era da rede estadual há alguns e depois foi municipalizada, está entre as unidades que serão requalificadas antes da volta às aulas em regime presencial, segundo a prefeitura de Itabuna. O local nunca passou por uma reforma.

Em nota, a prefeitura diz também que está prestando assistência à família. “Por determinação do prefeito Augusto Castro, as secretarias municipais de Promoção Social e Combate à Pobreza, Saúde e Educação destacaram profissionais para prestar toda a assistência necessária, incluindo assistência psicológica, social e material”.

Diz ainda que a Defesa Civil e Guarda Civil tomarão todas as medidas para isolar a área e a Procuradoria-Geral do Município vai acompanhar o caso, incluindo o inquérito da Polícia Civil.

O Departamento de Polícia Técnica (DPT) foi acionado para fazer laudo pericial e também remover o corpo da vítima.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas