Morre aos 98 anos Carl Reiner, ator de 'Onze Homens' e lenda da comédia

mundo
30.06.2020, 13:59:00
(Arquivo AFP)

Morre aos 98 anos Carl Reiner, ator de 'Onze Homens' e lenda da comédia

Em sua carreira, Reiner venceu nove Emmys

O ator Carl Reiner, um dos pioneiros da comédia na TV dos EUA, morreu aos 98 anos, nesta segunda-feira (29). Segundo a assistente de Rainer, Judy Nagy, ele faleceu de causas naturais. Reiner foi um dos criadores do "The Dick Van Dyke Show".

Ator, produtor, roteirista e diretor, ele ficou mais conhecido para pessoas de uma nova geração como o Saul Bloom de "Onze Homens e um Segredo" (2001) e suas continuações. Apesar da idade, Reiner trabalhou até o ano passado, dublando personagem em "Toy Story 4".

Ele foi casado com a atriz e cantora Estelle Lebost por 60 anos, até a morte dela, em 2008. Era pai do ator e diretor Rob Reiner, que comandou os filmes "A Princesa Prometida" (1987) e "Harry e Sally: Feitos Um Para o Outro" (1989).

Em sua carreira, Reiner venceu nove Emmys - dois por sua participação como ator em "Your Show of Shows", ainda nos anos 1950; cinco como roteirista do "The Dick Van Dyke Show"; um por um especial de comédia stand-up em 1967; e um por participação especial na sitcom "Louco Por Você", em 1995.

Na direção, fez filmes com destaque para Steve Martin, como em  "O Panaca" (1979), "Cliente Morto Não Paga" (1982), "O Médico Erótico" (1983) e "Um Espírito Baixou em Mim" (1984). Ele dirigiu até 1997, quando se despediu com "Guerra dos Sextos", com Bette Midler e Dennis Farina.

Nessa fase da carreira, fez participações especiais em séries. Apareceu em "Frasier", "The Larry Sanders Show", "Ally McBeal", "Dr. House" e "Parks and Recreation". Entre 2009 e 2014, interpretou Marty Pepper em "Two and a Half Men". Também apareceu várias vezes em "Hot in Cleveland" entre 2010 e 2014.

Suas últimas aparições na televisão foram em "Young and Hungry" (2017) e "Angie Tribeca" (2018).

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas