Morre Esquerdinha, ídolo do Vitória na década de 1990

e.c. vitória
01.11.2018, 09:31:00
Esquerdinha se destacou no Vitória (Welton Araújo / Arquivo CORREIO)

Morre Esquerdinha, ídolo do Vitória na década de 1990

Aos 46 anos, ex-lateral sofreu um infarto fulminante na Paraíba, onde morava

O futebol está de luto. O ex-jogador José Marcelo Januário da Silva, o Esquerdinha, morreu na noite de quarta-feira (31), em João Pessoa. Aos 46 anos, foi vítima de infarto fulminante. Segundo o ex-atleta Gil Baiano, que jogou com o ex-lateral esquerdo no Vitória, ele se sentiu mal após um baba com outros ex-jogadores e chegou a ser levado para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiu e morreu no local. 

Esquerdinha nasceu em Caiçara, na Paraíba, e começou a carreira no Botafogo-PB, em 1992. A trajetória nos gramados baianos teve início em 1995, em uma breve passagem pelo Bahia, mas foi no Vitória que Esquerdinha marcou época, entre 1996 e 1998.

Foi bicampeão baiano (1996 e 1997), campeão da Copa do Nordeste (1997) e fez parte de uma geração que escreveu seu nome na história rubro-negra, junto com Bebeto, Petkovic, Russo e Chiquinho. A passagem de destaque pela Toca fez o atleta ser vendido ao Porto, pelo qual foi campeão português em 1999 e ganhou também a Taça de Portugal duas vezes e a Supertaça de Portugal uma vez.

Welton Araújo / Arquivo CORREIO
Esquerdinha no time do Vitória campeão baiano de 1997 (Foto: Welton Araújo / Aarquivo CORREIO)

Esquerdinha foi escolhido para a seleção do melhor Vitória de todos os tempos, em enquete promovida pelo clube com os seguidores nas redes sociais, em dezembro do ano passado. Um reconhecimento e tanto, já que recebeu mais votos que Leandrinho, ganhador da Bola de Prata pelo Leão em 1999.

O Vitória e o Porto homenagearam o ex-jogador através de mensagens nas redes sociais.

Além da dupla Ba-Vi e do Porto, o lateral esquerdo também atuou também em times como Paraguaçuence-SP, Fluminense, Atlético-MG, Goiás, Acadêmica de Coimbra, de Portugal, e Zaragoza, da Espanha.

Apesar de ter aposentado as chuteiras em 2007, Esquerdinha seguiu no futebol e atuou como auxiliar técnico do Botafogo-PB e do Santa Cruz de Santa Rita, também da Paraíba.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas