MP recomenda fiscalização do toque de recolher em Feira de Santana

coronavírus
23.02.2021, 12:33:20
Atualizado: 23.02.2021, 12:37:57
(Tiago Caldas/Arquivo CORREIO)

MP recomenda fiscalização do toque de recolher em Feira de Santana

Medida de proteção contra o coronavírus não estaria sendo acompanhada de maneira eficiente pelo município

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

 O Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) recomendou na segunda-feira (22) que o município de Feira de Santana instaure medidas de fiscalização que garantam o respeito ao toque de recolher estabelecido por meio de decreto pelo Governo do Estado.

Na recomendação, o promotor de Justiça Audo da Silva Rodrigues solicita ao prefeito Colbert Martins Filho que restabeleça o monitoramento por geolocalização dos serviços de aparelho celular, com o objetivo de identificar o grau de isolamento social e os locais com maior índice de movimentação de pessoas na cidade.

Audo também destacou que houve “recente aumento no nível de ocupação dos leitos clínicos e de UTI dedicados à Covid-19 em Feira de Santana, com alcance da capacidade máxima em determinadas unidades”.

O município terá 24 horas para informar ao MP sobre as medidas adotadas para cumprimento da recomendação.

Ainda segundo a recomendação do MP-BA, Feira deverá aplicar sanções administrativas aos estabelecimentos comerciais que desrespeitarem o toque de recolher, estabelecido a partir de hoje, entre as 20h e 5h com vigência até o próximo dia 28.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas