MPF-BA denuncia 9 pessoas por organização criminosa e contrabando na Bahia

bahia
10.09.2021, 18:37:00
(Divulgação/Polícia Federal)

MPF-BA denuncia 9 pessoas por organização criminosa e contrabando na Bahia

Grupo atuava contrabandeando cigarros do Paraguai no sudoeste do estado

Com apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), o Ministério Público Federal (MPF) denunciou nove pessoas por fazerem parte de uma organização criminosa especializada no contrabando de cigarros. Entre os anos de 2015 e 2020, o grupo atuou no sudoeste da Bahia fazendo importação e transporte de cigarros paraguaios para o Brasil.

Além de receber a denúncia, o MPF solicitou a perda de todos os bens e valores que os denunciados conseguiram com os crimes, de cerca de R$ 42,178 milhões. De acordo com as informações, ao menos sete dos denunciados também irão responder pelo crime de lavagem de dinheiro.

O órgão ainda expediu um requerimento para a condenação dos envolvidos por danos morais coletivos, acrescentando o pagamento de outros R$ 42,178 milhões. Ainda foi pedida a inabilitação para dirigir de três acusados e a manutenção da prisão preventiva de cinco denunciados.

Outra operação 

No mês passado, o MPF e a Polícia Federal cumpriram cinco mandados de prisão preventiva e 18 de busca e apreensão em imóveis residenciais e comerciais de Guanambi e Luís Eduardo Magalhães, para desarticular um grupo de contrabando de cigarros que atuava na Bahia.

As investigações apontaram ainda que o grupo está em atividade desde 2015, com vários integrantes que já respondem a inquéritos e ações penais, inclusive com algumas condenações definitivas.

As apurações continuam em andamento para determinar o envolvimento de outras pessoas na organização criminosa.
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas