Mulher afoga e mata bebê por ciúmes do namorado no sul da Bahia

bahia
30.11.2020, 09:53:00
Atualizado: 30.11.2020, 09:59:14

Mulher afoga e mata bebê por ciúmes do namorado no sul da Bahia

O crime ocorreu na cidade de Nova Viçosa e a assassina foi presa

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Uma mulher de 41 anos foi presa na madrugada deste sábado (28) após afogar e matar um bebê de apenas um mês de vida. O crime ocorreu no distrito de Posto da Mata, zona rural de Nova Viçosa.

De acordo com a Polícia Civil, a mulher era namorada do pai do bebê, que era fruto de um relacionamento anterior.

Familiares do recém-nascido, que dormia num sofá na sala, contaram à polícia que fraternizavam na porta da casa do pai dele, que estava junto com a namorada na casa. Ela sugeriu que eles passassem a noite juntos, mas ele recusou, alegando que cuidaria da criança.

Diante da recusa, a criminosa entrou no imóvel, pegou o bebê e afogou em um reservatório de água que ficava no térreo da casa. Depois, ela retornou à confraternização.

Desconfiados da atitude da mulher, os familiares foram até a casa e não encontraram mais o bebê no sofá. A mãe da criança chegou ao local, entrou na casa e percebeu que a tampa do reservatório estava no chão. Ao procurar, viu o filho morto dentro do tanque.

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência chegou a ser acionada, mas constatou que o menino já estava morto. 

A namorada do pai do menino tentou fugir, mas foi contida pelos presentes na festa, que chamaram a polícia. A assassina foi autuada em flagrante e levada para a delegacia, onde está à disposição da justiça e aguarda transferência para o sistema prisional.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas