Mulher implorou pela vida antes de ser assassinada em motel de Goiás

brasil
15.09.2020, 13:00:23
Atualizado: 15.09.2020, 13:02:37
(Foto: Reprodução)

Mulher implorou pela vida antes de ser assassinada em motel de Goiás

Ela era caixa do estabelecimento e já tinha entregado dinheiro e celular

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Simone, uma das funcionárias do motel onde duas pessoas foram mortas em Goiás, aparece nas imagens da câmera de segurança implorando por sua vida. Seu apelo não surtiu efeito e ela foi assassinada mesmo já tendo entregado todo o dinheiro do caixa e o celular pessoal.

Segundo imagens obtidas pela Record TV, na gravação, ela senta na cama, parece desesperada, leva as mãos ao rosto quando o homem de capuz atira. A mesma dinâmica foi usada contra uma outra funcionária do motel. Após o crime, o assassino jogou os corpos das duas na cisterna do estabelecimento.

O suspeito fugiu levando levando R$ 1.500 em dinheiro. O crime só foi descoberto cerca de oito horas depois, quando a filha de uma das vítimas procurou a polícia e relatou o desaparecimento da mãe.

Segundo a polícia, o suspeito seria um jovem de 21 anos que havia deixado a cadeia um dia antes e que já tem várias passagens pela polícia. De acordo com os agentes do presídio, o detento deixou a unidade com roupas semelhantes às usadas pelo suspeito que aparece nas imagens.

No vídeo, ele já chega ao motel segurando uma arma e usa um capuz para encobrir o rosto. A polícia investiga o caso como latrocínio, que é o roubo seguido de morte.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas