No 1º dia de cadastro do Pix, aplicativos de bancos apresentam instabilidade 

economia
05.10.2020, 15:30:35
Atualizado: 05.10.2020, 15:42:20

No 1º dia de cadastro do Pix, aplicativos de bancos apresentam instabilidade 

Mais de 1 milhão de pessoas já se cadastraram em sistema de pagamentos, diz BC

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

No 1º dia de cadastro do Pix, aplicativos de bancos apresentam instabilidade 

Foto: Reprodução

O primeiro dia de cadastro do Pix, novo sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central, foi de grande fluxo ao recurso – que só começa a valer em 16 de novembro – e problemas nos aplicativos dos bancos, que apresentaram instabilidade e erros.

Por conta das falhas, o Itaú chegou a ficar entre os assuntos mais comentados do Brasil no Twitter. Houve relatos também de erros nos apps de Bradesco, Santander e Nubank.

Ao jornal Folha de S.Paulo, o Banco Central, que informou no início da tarde que houve mais de 1 milhão de cadastramentos de chaves até o 12h30, confirmou que a quantidade de acessos simultâneos gerou instabilidade nos aplicativos de alguns bancos e afirmou que os serviços estão sendo normalizados.

Procurado, o Itaú afirmou que o acesso ao aplicativo para clientes pessoa física já¡ estão sendo reestabelecido.

O Nubank afirmou que as operações já foram normalizadas. Procurados, Bradesco e Santander não responderam até a publicação da reportagem.

Além do Pix, esta segunda-feira também é o quinto dia do mês, data comum para o vencimento de contas e pagamento de salários.

O Pix permitirá mandar dinheiro para outra pessoa ou empresa de maneira instantânea e independente de qual seja a instituição de recebimento.

As transações poderão ser feitas 24 horas por dia, nos sete dias da semana, incluindo feriados, e acontecerão de maneira gratuita para pessoas físicas e microempreendedores individuais.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas