No Sul da Bahia, Hospital Amec será reaberto com atendimento de covid-19

coronavírus
01.06.2020, 18:48:00
Atualizado: 01.06.2020, 18:49:04
(Foto: Divulgação)

No Sul da Bahia, Hospital Amec será reaberto com atendimento de covid-19

Unidade de saúde em Camacã tem estrutura para 30 leitos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Localizado no município de Camacã, o Hospital Amec será reaberto na próxima quinta-feira (4), visando reforçar a região Sul da Bahia no combate à pandemia do novo coronavírus. A unidade de saúde terá estrutura para 30 leitos e receberá somente pacientes infectados ou com quadro suspeito de covid-19.

O hospital adenderá o território do Consórcio Intermunicipal da Mata Atlântica (Cima), que abrange os municípios de Arataca, Camacã, Canavieiras, Jussari, Itaju do Colônia, Mascote, Pau Brasil, Santa Luzia, São José da Vitória e Una. A unidade estava fechada há oito anos e foi 100% recuperada em um período de 45 dias para receber os pacientes que precisam de atendimento de média e alta complexidade.

“É uma unidade que vai dar uma assistência muito importante para os municípios do território do Cima, funcionando como pronto atendimento para pacientes com suspeita de covid-19 em toda a região. Possui uma estrutura com laboratório, raio-x, eletrocardiograma, câmara de desinfecção, dois ventiladores pulmonares e dois monitores multiparamétricos”, afirmou o secretário da Saúde do Estado (Sesab), Fábio Vilas Boas.

A capacidade do hospital é de 70 atendimentos diários e seu centro funcionará 24 horas por dia, com uma equipe formada por profissionais das áreas de saúde e administração - entre eles enfermeiros, médicos, agentes de higienização, nutricionistas, farmacêuticos e pessoal de almoxarifado. Dos 30 leitos, 12 são de observação, 16 de enfermaria para internamento e duas unidades de urgência com respirador e monitor.

Segundo o superintendente médico do Amec, Dr. Almir Gonçalves, a unidade irá receber e estabilizar os pacientes com sintomas prioritários e febre, tosse, falta de ar e dor de garganta.

“Os que evoluírem para intubação também poderão ser atendidos na unidade e, posteriormente, serão regulados pela Central Integrada de Comando e Controle da Saúde do estado da Bahia para um dos hospitais de referência na capital, após serem estabilizados”, disse Gonçalves.

Desde o início da pandemia do novo coronavírus na Bahia, mais de 1.700 leitos foram abertos em todo o estado, sendo a maioria no interior. Ao todo, a estrutura que está sendo implantada pelo Governo do Estado para o enfrentamento à covid-19 conta com 1.428 leitos na capital e 1.257 leitos no interior.

Para atender pacientes de baixa complexidade, que não estejam contaminados com o coronavírus, 285 leitos estão sendo instalados e 70 Unidades Pronto Atendimento (UPAs) irão realizar a classificação, manejo clínico, estabilização do paciente e, caso necessário, regulação para unidades de maior complexidade.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas