Nova pesquisa esvazia esperanças de Jerônimo e Roma com o Dois de Julho

satélite
06.07.2022, 05:00:00

Nova pesquisa esvazia esperanças de Jerônimo e Roma com o Dois de Julho

Por Jairo Costa Júnior

A nova pesquisa do Instituto Paraná sobre a sucessão estadual esvaziou a esperança que os dois principais adversários do ex-prefeito ACM Neto (União Brasil) depositavam na presença de padrinhos políticos durante o Dois de Julho para impulsioná-los na corrida pelo governo da Bahia. Divulgado ontem pelo site Bahia Notícias, o levantamento teve coleta de dados em meio à intensa cobertura sobre a Festa da Independência, quando o ex-presidente Lula (PT) e o presidente Jair Bolsonaro (PL) desembarcaram em Salvador para tentar impulsionar os pré-candidatos do seus partidos, respectivamente, o ex-secretário estadual de Educação Jerônimo Rodrigues e o ex-ministro da Cidadania João Roma.

Avesso do avesso
Em vez de saltarem no páreo, como esperavam, Jerônimo e Roma oscilaram negativamente em relação à sondagem de abril. O primeiro foi de 16,1% para 15,8%. O segundo, de 10,1% para 9,1%. Em contrapartida, Neto subiu de 55,4% para 58%, no limite margem de erro de 2,5 pontos percentuais (leia mais na página ao lado).

Azia e má-digestão
Ao usar o prefeito de Salvador, Bruno Reis (União Brasil), como cortina de fumaça para tentar diluir as acusações que o tornaram réu por improbidade administrativa e crime de falsidade ideológica, o vereador licenciado Henrique Carballal (PDT) acabou gerando insatisfações entre integrantes do Ministério Público do Estado (MP). Após a Justiça acatar anteontem uma denúncia apresentada contra ele pelo MP, Carballal sequer teve preocupação em apresentar a própria defesa. Preferiu ontem afirmar que o cerco é fruto de perseguição do prefeito, sem explicar a origem da suspeita. Na Promotoria, a fala foi vista como crítica indireta de que o órgão agiu politicamente.

Me dá um dinheiro, aí!
A indigestão no MP com o discurso de Carballal diante do revés jurídico, segundo apurou a Satélite, levou promotores que atuam na área de moralidade administrativa a ressuscitarem antigos esqueletos do vereador guardados no armário. Um deles diz respeito a uma ação civil pública movida em 2013, na qual Carballal é acusado de obrigar assessores parlamentares a repassar parte dos salários para financiar campanha, pratica conhecida como “rachadinha”, e de nomear funcionários fantasmas em seu gabinete na Câmara Municipal.   

Fila de chegada
O comando da pré-campanha da União Brasil ao Palácio de Ondina preveem o desembarque de pelo menos 20 prefeitos no palanque da oposição nas próximas duas semana. O movimento ocorre no rastro da quebra de promessas do governo Rui Costa (PT) quanto à liberação de convênios com a Companhia de Desenvolvimento Urbano da Bahia (Conder), revelada pela coluna na última edição. O primeiro a arrombar a cerca foi o de Canavieiras, Dr. Almeida (Pros), que anunciou ontem apoio a ACM Neto.

Chega mais...
O prefeito de Itapetinga, Rodrigo Hagge (MDB), fechou acordo com o presidente do PDT baiano, deputado  Félix Mendonça Jr, e vai anunciar hoje a filiação á sigla. Antes, o PDT havia atraído o secretário de Infraestrutura da cidade, Gustavo David. 

Ninguém é capaz de segurar a força da cultura. Viva a arte, a liberdade de expressão e a democracia. Todos nós estamos de parabéns por essa importante vitória!
Fernando Guerreiro, presidente da Fundação Gregório de Mattos e diretor de teatro, ao festejar a derrubada dos vetos às leis Aldir Blanc 2 e Paulo Gustavo

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas