Novos estudos com a Coronavac revelam alta proteção contra variante delta

em alta
17.08.2021, 19:28:21
(Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Novos estudos com a Coronavac revelam alta proteção contra variante delta

A eficácia contra casos graves de covid-19 chegou a atingir 100%

Um estudo conduzido pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC chinês) e pela Escola de Saúde Pública da província de Guandong, na China, revelou que as vacinas Coronavac apresentaram proteção de até 100% para casos graves de covid-19 causadas pela delta.

Já para a pneumonia causada pela variante, a proteção ficou entre 69,5% até 77,7%.

Segundo a reportagem da Folha de S.Paulo, o artigo foi enviado para publicação na principal revista científica da área médica, The Lancet, e divulgado na página oficial de pré-prints, de artigos ainda sem a revisão pela revista.

Para avaliar a efetividade das vacinas inativadas produzidas pelo laboratório Sinovac em relação à delta, os pesquisadores coletaram dados de 10.813 casos confirmados de covid ou de pessoas que tiveram contatos próximos com infectados.

Dentre os indivíduos incluídos na pesquisa, 54,4% eram não vacinados, 28,95% receberam pelo menos uma dose da vacina e 14,6% receberam as duas doses. A maioria dos participantes recebeu pelo menos uma dose ou as duas injeções da Coronavac (51,3% e 58,3%, respectivamente).

No período dos testes, de 21 de maio a 18 de junho, foram confirmados 167 casos da variante delta. 

Entre o público da pesquisa, foram contabilizados 102 casos de pneumonia causadas pelo vírus, sendo 85 em pessoas não vacinadas, 12 naquelas com receberam pelo menos uma dose e 5 casos em pessoas totalmente imunizadas. Para quem recebeu as duas doses, a efetividade da vacina foi de 77,7%, caindo para 69,5% quando considerado diferentes fatores como profissão, sexo, idade ou local de residência que influenciaram a exposição ao vírus.

Já para os quadros graves de covid-19 com a delta, houve um registro de apenas 19 casos, todos no grupo dos não No entanto, como o número de casos é relativamente baixo, é preciso aguardar mais estudos para confirmar a efetividade.
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas