Obra de Genaro de Carvalho vai recobrir paredes internas do Museu da Música

ronaldo jacobina
19.01.2021, 05:00:00

Obra de Genaro de Carvalho vai recobrir paredes internas do Museu da Música

(Divulgação)
Gringo Cardia assina o projeto cenográfico e expográfico do Museu da Música

A obra do artista plástico Genaro de Carvalho (1926-1971) vai recobrir as paredes do segundo andar do Casarão dos Azulejos Azuis na Praça Cayru, que está sendo restaurado para abrigar o Museu da Música. A escolha da obra foi do arquiteto, cenógrafo e artista visual Gringo Cardia que crava sua assinatura pela segunda vez num projeto museológico na Bahia. Criador da Casa do Rio Vermelho, onde viveu os escritores Jorge Amado e Zélia Gattai, o gaúcho radicado no Rio de Janeiro está vivendo temporariamente na Bahia onde vem trabalhando dia e noite para entregar o espaço aos baianos até o final de março. Em meio ao corre-corre da montagem do espaço, Cardia conta em entrevista exclusiva à coluna, o porque da escolha pela obra do artista baiano - considerado o mestre da tapeçaria - e entrega algumas outras novidades. Confira o bate-papo, por telefone, que aconteceu no final da tarde de ontem:

(Divulgação)
Genaro de Carvalho é considerado o maior artista da tapeçaria do país

O que artista visual tem a ver com música? 
Tudo. Música e imagem têm tudo a ver. Sempre gosto de misturar estas linguagens porque elas se complementam, dialogam e contam histórias.

Porque a escolha por Genaro de Carvalho?
Primeiro porque acho que ele é referência no Brasil e deveria ter sua obra mais difundida, quero dizer, para além do mercado de arte, acho que os jovens, que ainda não o conhecem, certamente irão se identificar com a sua obra. Porque ela é alegre, colorida e remete à Tropicália, que foi um movimento que produziu uma explosão de tendências, especialmente visuais. A obra do Genaro de Carvalho é atemporal e uma referência no Brasil, é moderna, é colorida. É um modernismo tropicalista, daí ter escolhido suas peças para usa-las no andar dedicado à Tropicália. 

(Arrison Marinho/Correio)
Fachada do Casarão que vai abrigar o Museu da Música já foi restaurada

Como será essa intervenção artística?
Escolhi três obras dele, com autorização de Nair de Carvalho, viúva do artista e guardiã de sua obra e de sua memória, e imprimimos, em tamanhos gigantes, recortes, pedaços das telas, que vão recobrir as paredes de todo o segundo andar do prédio. São elementos - que funcionam como uma grande instalação artística - destas obras que estamos usando e que resultaram em recortes cenográficos que deram um efeito visual extraordinário. 

Para quando está prevista a inauguração da Casa da Música e em que estágio está a obra?
Está tudo dentro do previsto. No momento a obra física está acontecendo e a previsão é que a gente entre lá no dia 15 de fevereiro para começar a montagem da cenografia, da expografia. 

Todos os quatro andares do prédio serão abertos ao mesmo tempo ou será em etapas?
Todos os andares estarão prontos no prazo estabelecido pela prefeitura. A ideia é que a Casa da Música seja inaugurada em sua totalidade no final do mês de março. 

UMAS & OUTRAS

(Divulgação)
Lis Schwabacher realizou todo o filme em sua casa durante a pandemia

Na estrada
Mais uma produção cinematográfica baiana começou a conquistar os festivais internacionais. O filme Tateio-me, da diretora e atriz Lis Schwabacher, ganhou ontem (17) menção honrosa na categoria Young Maker no Prague International Indie Film Festival, mostra que aconteceu na República Tcheca. O filme, escrito, interpretado, dirigido, fotografado e montado por Lis, que foi todo filmado em sua casa em função da pandemia, acabou de ser selecionado para a mostra competitiva Curta Canoa – Festival Latino Americano de Canoa Quebrada, no Ceará. 

(Divulgação)
André Podhorodeski é o novo superintendente do Shopping Barra

Troca de cadeiras
André Podhorodeski é o novo superintendente do Shopping Barra. O gaúcho, que já atuou em empreendimentos da Ennashop, a exemplo do Shopping Itaigara, vai assumir o cargo que estava sendo acumulado pelo diretor Naildo Macedo que volta a se dedicar exclusivamente a sua diretoria. 

(Foto:Nathan Fox/Divulgação)
Victor Midlej agora integra o primeiro escalão da Avatim

Sangue novo
Ex-executivo da TIM, o administrador baiano Victor Midlej assumiu as diretorias comercial e de marketing da Avatim. Midlej chega com a meta audaciosa de dobrar o tamanho da empresa nos próximos três anos. Na estratégia de expansão, a marca conta com o lançamento de um novo modelo de negócios, o Espaço Avatim, a ampliação dos canais de vendas e a consolidação da internacionalização da marca. O balanço de 2020 apontou um crescimento de 10%, superando a expectativa, que era de 5%. "Diante de um cenário de pandemia, conseguimos um excelente resultado", diz o diretor.

(Divulgação)
Matilde Matos deixa seu nome gravado na história das artes visuais da Bahia

Saudade
Uma das mais prestigiadas incentivadoras das artes visuais na Bahia, a crítica de arte Matilde Matos, morreu no último domingo deixando um importante legado. O maior deles foi a rede de amigos, a maioria artistas que ela ajudou a alavancar as carreiras, e que se uniram durante o período mais crítico de sua doença e organizaram campanhas, como um leilão de arte. para angariar recursos para ajudar no tratamento. Matilde Matos vai fazer muita falta! 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas