ONU veta discurso do Brasil na cúpula do clima em Nova York

mundo
18.09.2019, 17:00:43
Atualizado: 18.09.2019, 17:07:49
(Mauro Pimentel/AFP)

ONU veta discurso do Brasil na cúpula do clima em Nova York

Evento acontece antes da Assembleia-Geral da ONU

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Brasil não está na lista de países que vão discursar na cúpula do clima da ONU, na segunda-feira (23), em Nova York, nos EUA. "O Brasil não apresentou nenhum plano para aumentar o compromisso com o clima", disse à Folha de S. Paulo o enviado especial da secretaria-geral da ONU, Luis Alfonso de Alba.

Ele explicou que a ONU pediu que os países interessados enviassem um plano para aumentar a ambição dos compromissos climáticos. Com base nos documentos recebidos, os países seriam selecionados para os discursos.

Além do Brasil, devem ser vetados também EUA, Arábia Saudita, Japão, Austrália e Coreia do Sul. A lista final inclui 63 países, como França e Reino Unido, e deve ser divulgada ainda hoje.

A cúpula do clima acontece na véspera da Assembleia-Geral da ONU, que começa na terça (25). As contribuições anunciadas pelos países na assinatura do Acordo de Paris, em 2015, não são suficientes para conter o aumento da temperatura média do planeta abaixo de 2ºC. Por conta disso, as metas devem ser revistas entre 2020 e 2023.

O aumento de eventos climáticos extremos e fatos como as queimadas da Amazônia fazem com que a discussão fique mais urgente nas esferas internacionais. O debate deve começar na COP do Clima, que acontece esse ano no Chile.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas