Partido Trabalhista pedirá no Parlamento extensão no prazo para Brexit

mundo
01.09.2019, 09:45:10
Atualizado: 01.09.2019, 09:48:14
(Manifestantes contrários ao Brexit voltaram a protestar na última semana (Foto: Daniel Sorabji/AFP))

Partido Trabalhista pedirá no Parlamento extensão no prazo para Brexit

O objetivo é impedir que o primeiro-ministro Boris Johnson deixe a União Europeia sem acordo

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Partido Trabalhista planeja bloquear uma saída do Reino Unido da União Europeia, o Brexit, sem um acordo com o bloco, por isso pedirá outra extensão no prazo de diálogo. Em princípio, o prazo atual para a saída do país da UE é 31 de outubro.

Chefe do Partido Trabalhista para a questão do Brexit, Keir Starmer afirmou neste domingo que a legislação a ser introduzida no Parlamento terá como foco a extensão do prazo para impedir que o primeiro-ministro Boris Johnson deixe a UE sem um acordo. Ele afirmou à rede BBC que a duração dessa extensão é algo "secundário", sendo o mais importante impedir uma saída desordenada em 31 de outubro.

Para evitar uma saída nesta data, o Reino Unido precisaria pedir isso formalmente e cada um dos outros 27 países do bloco devem dar seu aval. O Parlamento tem pouco tempo para lidar com a questão. Johnson planeja suspender o Legislativo em parte do tempo antes do prazo para o Brexit.

Ministro do governo, Michael Gove não quis neste domingo comentar a ação do Parlamento. Questionado sobre se o governo pode aderir à legislação que impeça uma saída sem acordo, ele comentou: "Vamos ver o que diz a legislação".

Johnson e seus principais assessores planejam se reunir com legisladores recalcitrantes de seu Partido Conservador para manter o apoio deles e evitar que apoiem a oposição no tema. A questão deve dominar o debate quando o Parlamento voltar de uma longo recesso, nesta terça-feira. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas