Pau da Lima: ataque de bandidos perto de delegacia deixa 2 mortos e 2 feridos

salvador
29.12.2020, 11:21:00
Atualizado: 29.12.2020, 12:04:09
(Bruno Wendel/CORREIO)

Pau da Lima: ataque de bandidos perto de delegacia deixa 2 mortos e 2 feridos

Segundo populares, os dois homens que morreram eram perseguidos a tiros pela dupla de motociclistas

O final de noite desta segunda-feira (28) foi marcado pela violência e ousadia dos bandidos no bairro de Pau da Lima. Duas pessoas morreram e outras duas ficaram feridas a tiros após um ataque realizado por dois homens, segundo testemunhas. Os disparos foram realizados a uma distância de aproximadamente 50 metros da sede da 10° Delegacia. Os sobreviventes seriam ambulantes, vítimas de bala perdida quando ainda trabalhavam.

De acordo com a Polícia Civil, o Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) foi acionado para o local e encontrou os corpos de Alisson Conceição do Espírito Santo, 18 anos, e Leandro de Jesus Freitas, 26. " Dois homens também foram atingidos pelos tiros e socorridos para o Hospital Geral do Estado (HGE). A autoria e a motivação serão investigadas pela 2ª DH/Central", diz nota enviada ao CORREIO. 

Segundo testemunhas, os dois homens que morreram eram perseguidos a tiros pela dupla de motociclistas. Os corpos das vítimas foram removidos pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT) no local. Até a manhã desta terça-feira (29) eles permaneciam no Instituto Médico-Legal Nina Rodrigues (IML).

Já os feridos, seriam José Fernando e Clodoaldo de Lima. Eles trabalham no local vendendo milho e caldo de sururu. Ambos ainda permanecem no HGE. O estado de saúde deles não foi informado. 

Testemunhas relataram ainda que um vendedor de cachorro-quente foi baleado de raspão. Ele estaria próximo aos outros dois ambulantes quando os tiros foram efetuados pelos motociclistas. A informação, porém, não foi confirmada pela Polícia Civil.

Disparos
Os disparos aconteceram na Rua Doutor Arthur Gonzales por volta das 20h30. O local é conhecido por intensa movimentação de pessoas, pois, além de concentrar lojas de redes de eletrodomésticos e outros estabelecimentos comerciais, é ponto de encontro entre taxistas, motoristas de aplicativo e vans. No entanto, por ser uma segunda-feira, não havia muitos pedestres.

"Só estavam algumas pessoas conversando,  que tinham acabado de sair do trabalho ou voltavam para suas casas. Por ser uma segunda, o movimento é mais franco. Não estavam a baiana de acarajé, o rapaz que vende sanduíches no trailer, o outro que vende bebida no isopor. Se fosse outro dia, misericórdia. Seriam muito mais gente morta", contou uma comerciante, que ontem fechou a barraca de lanches às 19h. 

Comerciantes da região contaram que os ambulantes conversavam quando os rapazes perseguidos passaram correndo perto deles - quando os motociclistas atiraram mais de uma vez. "Aqui já estava quase vazio e só estavam os três ambulantes que costumam ficar até umas 23h, mesmo em dia de pouco movimento. São trabalhadores que precisam levar o sustento pra casa", contou um dono de uma padaria. 

Os corpos dos homems baleados foram encontrados pelo DPT na calçada, em frente a uma loja de eletrodomésticos e de uma clínica odontológica. "Os funcionários chegaram cedo e trataram de lavar o local e jogar terra, mas ainda assim dá pra ver o sangue, que não foi pouco", disse um vendedor de frutas apontando para chão. O ambulante disse que conhecia os outros dois vendedores baleados.

"O rapaz do milho chega todos os dias às 17h e o que vende caldo de sururu aparece sempre a partir das 20h, junto com o rapaz do cachorro-quente", contou. 

Ainda de acordo com ele, como o movimento estava fraco, os ambulantes pararam para conversar entre si. Os vendedores de milho e do caldo de sururu estavam parados em frente à loja de eletrodomésticos, enquanto o rapaz do cachorro-quente estava posicionado na entrada de uma farmácia. "O que se comenta é que foram três feridos, sendo que o ambulante do cachorro-quente foi ferido de raspão e não precisou ser socorrido para o hospital", disse o ambulante ouvido pelo CORREIO. 

PM
A Polícia Militar informou que uma guarnição da 47ª CIPM (lPau da Lima) foi acionada após informações de uma vítima de disparos de arma no bairro de Pau da Lima. "No local, a guarnição localizou duas vítimas, isolou a área e acionou o Serviço de Investigação em Local de Crime (Silc). Na mesma ocorrência, mais duas pessoas foram atingidas pelos disparos e socorridas por populares", diz nota enviada ao CORREIO.

Delegacia
Um comerciante comentou o fato de o crime ter acorrido a pouco mais de 50 metros da 10°DP (Pau da Lima). "Isso que aconteceu é só o reflexo que, mesmo perto da delegacia, os bandidos não temem a polícia", disse. 

O CORREIO foi à 10°DP para saber se a unidade tomou conhecimento do fato. No entanto, um agente de plantão relatou que sim, mas nada podiam fazer nada porque mesmo com a proximidade da unidade do fato, a competência é do DHPP, e, mesmo que pudessem, a unidade está com o efetivo reduzido - só havia dois agentes no plantão.

"Pra você ter uma ideia, toda a delegacia só tem um delegado", declarou o policial. Questionado às 08h50 se havia delegado na unidade, o policial respondeu que ele não havia chegado.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas