Paulo Catharino renuncia à presidência do Conselho do Vitória

e.c. vitória
09.02.2019, 15:37:00
Atualizado: 09.02.2019, 17:28:54
Paulo Catharino renuncia à presidência do Conselho Deliberativo do Vitória (Maurícia da Matta/ Divulgação ECVitória)

Paulo Catharino renuncia à presidência do Conselho do Vitória

O atual vice-presidente, Robinson Almeida, herdará o cargo

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Paulo Catharino não é mais o presidente do Conselho Deliberativo do Vitória. Ele renunciou ao cargo neste sábado (9). A decisão se deu após o dirigente negar um pedido de Assembleia Geral Extraordinária solicitado por sócios do clube. Entre os assuntos em pauta estava a diminuição do período do mandato do presidente Ricardo David.

Em carta enviada aos conselheiros, Paulo Catharino explicou os motivos que o levaram à renúncia e revelou ter sido pressionado. 

"Não vou me sujeitar a pressões ou chantagens. Realmente para mim seria muito mais ‘fácil’ e ‘populista’ me eximir da responsabilidade e transferir à AGE decidir, mas não conseguiria dormir em paz com minha consciência, além de abrir um precedente perigoso para o clube, aumentando ainda mais a instabilidade institucional que vivemos, pois estaria validando um procedimento manifestamente ilegal (...) Diante do exposto, renuncio de forma irrevogável e irretratável ao honroso cargo de presidente do Conselho Deliberativo do Vitória”, afirmou.

Em outro trecho da nota, Catharino pontuou os avanços políticos que o Vitória teve, na opinião dele, nos últimos dois anos. "O nosso clube passa por uma crise institucional sem precedentes. A reforma do estatuto trouxe um cenário novo, a abertura do clube para eleições diretas boicotadas há mais de 12 anos. Somos um Conselho heterogêneo e de transição, tentando implementar novos procedimentos no intuito de introduzir melhores práticas de governança. Em dois anos, acredito que avançamos nos processos de transparência com atuação expressiva do Conselho Fiscal, especialmente no enfrentamento de questões nebulosas como o Vitória S/A e outros, conseguimos demonstrar ao Conselho Diretor a importância da apresentação trimestral dos balanços contábeis do clube".

Ele também afirmou que a política praticada está refletindo dentro das quatro linhas. "A abertura do clube com o voto direto trouxe uma disputa desenfreada pelo poder, e muitas vezes irresponsável, que acaba interferindo diretamente nos resultados de campo".

A vaga deixada por Paulo Catharino será ocupada pelo atual vice-presidente do Conselho Deliberativo, o deputado estadual Robinson Almeida (PT).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas