Pedido para vetar grupo com deficiência em praia causa indignação na Paraíba

brasil
23.08.2019, 14:58:00
Atualizado: 23.08.2019, 15:00:54
(Divulgação/Secom)

Pedido para vetar grupo com deficiência em praia causa indignação na Paraíba

Moradores pediram que projeto seja levado para outro lugar

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um grupo com moradores de João Pessoa, na Paraíba, pediu à Câmara Municipal de lá a interrupção  de atividades para pessoas com deficiência na praia de Cabo Branco. Formado por mulheres, o grupo de moradores foi denunciado pela vereadora, Helena Holanda (Progressistas), que falou do caso no plenário. Defensora de minorias, Helena é uma das idealizadoras do projeto. A informação é do Uol.

O grupo de mulheres foi até a Câmara pedir que o projeto seja suspenso. Criado em 2012, o Acesso Cidadão é organizado pela prefeitura da cidade, com apoio de outas entidades. O objetivo é levar pessoas com diversos tipos de deficiência para a praia. Desde que foi inaugurado, o projeto fez com que muitos vissem e aproveitassem o mar pela primeira vez.

As moradoras querem que o projeto não seja mais na praia próxima de onde moram - para elas, segundo a vereadora, as atividades estavam "incomodando e tirando a beleza natural do lugar". Também foi sugerido que um cercado fosse colocado para separar a área de atividades do projeto. 

O caso gerou polêmica e, no sábado (24), um ato simóblico vai demarcar apoio ao projeto. A intenção é mostrar apoio às pessoas portadoras de deficiência e repudiar as moradoras. 

A vereadora afirmou que a intenção é de ampliar o projeto. A prefeitura de João Pessoa diz em nota que o programa continuará existindo. Ele atende cerca de 100 pessoas com deficiência e necessidades especiais, proporcionando atividades esportivas e de lazer aos sábados, muitas na praia. "O Acesso Cidadão promove momentos de inclusão para aquelas pessoas que, por vezes, não podem entrar no mar por conta de uma limitação física, e, aos sábados, elas também entram em contato com outras pessoas que vêm aproveitar a praia e as belezas da nossa cidade. Vamos continuar o trabalho e reforçar ainda mais o acesso a quem mais precisa".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas