Perfeito como mandante, Bahia mira jogos fora de casa pelo G6

e.c. bahia
03.06.2019, 20:18:00
Atualizado: 03.06.2019, 20:27:36
Bahia quer manter a mesma pegada fora de casa para continuar no pelotão de frente do Brasileirão (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Perfeito como mandante, Bahia mira jogos fora de casa pelo G6

Invicto em casa no Brasileirão, tricolor tem duelos contra Ceará e Internacional

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A era Roger Machado no Bahia está sendo marcada pela força dentro de casa. Desde que o treinador assumiu o time, o tricolor ganhou todos os oito jogos que fez como mandante. Jogando em seus domínios, a invencibilidade tricolor é de 10 partidas. 

Esse desempenho se reflete diretamente em campo: título do Baianão, classificação às quartas de final da Copa do Brasil e início com G6 do Brasileirão. Mas, agora, o Bahia tem dois jogos em sequência fora de casa para se manter no pelotão de frente durante a pausa para a Copa América. 

No próximo sábado (8, o Esquadrão vai encarar o Ceará, no estádio do Castelão. Já na quarta-feira, dia 12, o adversário será o Internacional, no Beira-Rio, em Porto Alegre. Depois disso, o time ganha uma folga no calendário e só volta a entrar em campo em julho, após a Copa América, quando receberá o Santos, na Fonte Nova. 

Os duelos fora de casa têm sido um calo no sapato tricolor, mas o time conseguiu bons resultados nos últimos dois jogos longe de Salvador: empate em 0x0 com o São Paulo, pelo Brasileiro, e triunfo sobre o mesmo rival por 1x0, pelas oitavas da Copa do Brasil. 

Por isso, no Fazendão, a meta é manter a mesma pegada que a equipe tem tido em casa e somar o máximo de pontos possíveis fora. No entendimento do Bahia, os triunfos como visitante vão ser o diferencial na briga por uma vaga na Libertadores. 

Um exemplo é o Atlético-MG, que no ano passado ganhou cinco dos 19 jogos fora do seu mando e terminou o Brasileirão no G6. O próprio Bahia poderia ter terminado em melhor colocação se tivesse vencido mais do que os dois jogos que conseguiu. 

Hoje o elenco tricolor se reapresenta e inicia a preparação para o duelo diante do Ceará. Além de definir a estratégia para o confronto, a semana servirá para recuperar os atacantes Rogério e Gilberto. O primeiro trata de um problema na coxa. Já o camisa 9 reclamou de um desconforto muscular e foi poupado no triunfo de 1x0 sobre o Grêmio.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas