Petrobras aprova mecanismo de proteção para preços da gasolina

economia
06.09.2018, 10:14:00
(Foto: Marina Silva / CORREIO)

Petrobras aprova mecanismo de proteção para preços da gasolina

O mesmo preço poderá permanecer estável por curtos períodos de tempo, de até 15 dias

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A diretoria executiva da Petrobras aprovou um mecanismo de proteção (hedge) complementar à política de preços da gasolina. Às 9 horas desta quinta-feira, 6, a empresa convocou uma coletiva de imprensa na qual dará mais detalhes. Por enquanto, o comunicado ao mercado explica que o mecanismo visa dar flexibilidade adicional à gestão da política de preços da gasolina, e que a atual prática de reajustes diários continua sendo uma opção.

O mecanismo permite alterar a frequência dos reajustes diários do preço da gasolina no mercado interno, "podendo até mantê-lo estável por curtos períodos de tempo, de até 15 dias, conciliando seus interesses empresariais com as demandas de seus clientes e agentes de mercado em geral."

Segundo a nota, o mecanismo de hedge poderá ser aplicado em momentos de elevada volatilidade no mercado, "de forma a conferir um resultado financeiro equivalente ao que seria obtido com a atual prática de reajustes diários, que continua também como opção da companhia".

Além disso, a Petrobras informa que os princípios de preço de paridade internacional (PPI), margens para remuneração dos riscos inerentes à operação e nível de participação no mercado continuam em vigor, assim como a correlação com as variações do preço da gasolina no mercado internacional e a taxa de câmbio.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas