Plantação de maconha avaliada em R$ 32 milhões é destruída na Bahia

bahia
11.02.2021, 12:16:00
(Divulgação)

Plantação de maconha avaliada em R$ 32 milhões é destruída na Bahia

Os 48 mil pés incinerados na região de Irecê renderiam 16 toneladas da droga

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Uma plantação com 48 mil pés de maconha na localidade de Baixa Branca, em João Dourado, na Bahia, foi destruída na quarta-feira (10) em uma operação da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes com a delegacia de Irecê. A investigação aponta que a a droga ali plantada seria vendida por até R$ 32 milhões.

A ação teve a participação de equipes de Irecê, João Dourado, Morro do Chapéu e Cafarnaum, que incineraram a plantação, conforme determina a Lei de Drogas. O Departamento de Polícia Técnica (DPT) foi chamado e realizou a perícia no local.

Um dos responsáveis pela plantação foi preso em flagrante na ação. Foram apreendidas no local uma moto e o material usado no cultivo da maconha. 

"A operação foi de suma importância, uma vez que conseguimos retirar das ruas do município aproximadamente 16 toneladas que viriam a abastecer e fomentar o tráfico de drogas aqui na região. Sabemos também que a organização criminosa deixou de ter um lucro muito grande com essa venda, além de ter tido um prejuízo financeiro tanto pela perda da terra quanto pela estrutura toda que foi montada, que deve ter custado em torno de R$ 300 mil. Com o combate ao tráfico de drogas estaremos diminuindo os homicídios e roubos na cidade, uma vez que o tráfico é a porta de entrada para outros delitos maiores", diz o delegado Alex Nunes, da DTE de Irecê..

A Polícia Civil continua na investigação para identificar mais responsáveis pela plantação.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas