PM encerra dez festas clandestinas em bairros de Salvador

salvador
19.10.2021, 12:48:00

PM encerra dez festas clandestinas em bairros de Salvador

Eventos ocorriam nos bairros da Liberdade, Ondina, Alto do Coqueirinho, entre outros

Salvador teve pelo menos 10 festas clandestinas encerradas por equipes da Polícia Militar nesta segunda-feira (18). Os eventos flagrados sem autorização da prefeitura e com aglomeração, ocorreram nos bairros de Ondina, Alto do Coqueirinho, Nordeste de Amaralina, Cabula VI e Liberdade.

Os festejos começaram desde cedo, já que era Dia dos Comerciários e a categoria teve feriado. A primeira denúncia de aglomeração e festa tipo “paredão” chegou às 10h20, na Rua da Mangueira, no Alto do Coqueirinho. A polícia foi até o local e encontrou carros com os aparelhos de som automotivo ligados em volume excessivo. No local, os responsáveis foram orientados a desligar, não sendo necessária a adoção de outras medidas.

Houve também festa à noite. Por volta das 21h, a PM recebeu a informação que havia aglomeração, com presença de pessoas armadas e traficando drogas na Praça Tarquínio Gonzaga, no bairro de Ondina. Quando a polícia chegou, o som estava desligado. As equipes realizaram as abordagens e nada ilícito foi encontrado, mas a praça foi evacuada.

Já no bairro da Liberdade, por volta das 19h30 houve reclamação de aglomeração na Rua da Alegria, no Curuzu. Equipes da 37ª CIPM com apoio da Companhia Independente de Policiamento Tático (CIPT)/Rondesp BTS chegaram ao local e encontraram uma festa irregular, que contava com um carro com volume alto. Houve a dispersão do público e abordagem ao proprietário do automóvel, que teve o carro apreendido e apresentado na Central de Flagrantes.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas