Policial é morto em Teofilândia após confusão em festa

bahia
15.03.2021, 19:59:00
(Foto: Reprodução)

Policial é morto em Teofilândia após confusão em festa

Alberto David Duarte dos Santos completaria três anos na PM no próximo dia 27

O policial militar Alberto David Duarte dos Santos, 27, foi assassinado na noite de sábado (13), no município de Teofilândia, localizado na Região Sisaleira da Bahia. Ele participava de uma festa quando se envolveu numa discussão e foi alvjado por dois tiros que atingiram o braço direito e o peito. 

De acordo com informações preliminares, o policial militar lotado na 40ª CIPM/ Nordeste de Amaralina estava de folga quando aconteceu a situação. Na mesma situação, outra pessoa também foi atingida. 
As duas vítimas foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para o Hospital Municipal Waldemar Ferreira de Araújo, mas o militar não resistiu. Alberto David iria completar três anos de admissão na PM no próximo dia 27.

O CORREIO apurou que a confusão começou por volta das 19h após um desentedimento iniciar por conta de um homem que exibiu uma arma no local onde acontecia a festa. O PM atirou para cima com o intuito de dispersar a confusão.

Um hora depois, um outro homem reuniu um grupo de pessoas para ir atrás do policial. Esse grupo foi responsável pelos disparos que tiraram sua vida. A arma do policial não foi levada pelos assassinos.

De acordo com a Polícia Militar, o sepultamento ocorreu no domingo (14), no Cemitério 1ª Ordem de São Francisco, Quinta dos Lázaros.

As circunstâncias do crime estão sendo investigadas pela Polícia Civil. Ainda não há informações sobre o suspeito de efetuar o disparo. A outra vítima da ação é um jovem de 18 anos, que não corre risco de morte. 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas