Policial militar e esposa são encontrados mortos no Paralela Park

salvador
14.07.2020, 21:11:00
Atualizado: 14.07.2020, 22:37:28

Policial militar e esposa são encontrados mortos no Paralela Park

Corpos foram encontrados na cama do casal com perfurações de tiros

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O policial militar Anízio Borges Ferreira Neto, soldado do Batalhão Especializado de Policiamento Turístico (BEPTur), e sua esposa, que não teve sua identidade revelada, foram encontrados mortos no condomínio Paralela Park Eixo I, no bairro do Trobogy, às 16h30 desta terça-feira (14).

Segundo informações apuradas pela reportagem, os corpos, que tinham marcas de tiros, estavam lá há dias e já se encontravam em estado de decomposição.

Quando a equipe da 50ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Sete de Abril) chegou ao local, os corpos estavam na cama. A arma usada no crime foi encontrada próxima ao casal.

A polícia foi até o local após a denúncia de uma vizinha que ouviu o cachorro, que estava no apartamento onde os corpos foram encontrados, latir por muito tempo.

Segundo a Delegacia de Homicídios Múltiplos (DHM), que investiga as circunstâncias das mortes, os corpos, em estado de gigantismo e com as marcas de tiros, foram encontrados no apartamento do casal. A principal linha de investigação é a de homicídio seguido de suicídio.

Não se sabe ainda qual dos dois teria assassinado o cônjuge e tirado a própria vida logo em seguida. Laudos periciais irão complementar a apuração do caso. A perícia e a remoção dos corpos está foi realizada pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas