Praias de Salvador são interditadas e já estão proibidas neste sábado (21)

salvador
20.03.2020, 16:16:00
Atualizado: 21.03.2020, 01:16:54
(Tiago Caldas/Correio)

Praias de Salvador são interditadas e já estão proibidas neste sábado (21)

Comércio na orla também está temporariamente suspenso para conter avanço do coronavírus

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

As seis praias de Salvador que serão interditadas pelo período de 15 dias e terão visitação proibida a partir deste sábado (21) já começaram a receber cercas de isolamento. A medida foi informada nesta quinta-feira (19), pelo prefeito ACM Neto.

Receberão cercas as praias do Porto da Barra, Farol da Barra, Rio Vermelho, Itapuã, Piatã e Ribeira, consideradas as mais frequentadas da cidade e, por consequência, as que geram mais aglomeração. A interdição tem como objetivo justamente evitar o acúmulo de pessoas e reduzir a chance de contágio do novo coronavírus.

O cerco será feito na orla, com o uso de estacas e arames lisos, gradis, balizadores, além da utilização de galhardetes contendo as informações do decreto e orientações ao público.   

A colocação das estruturas de isolamento das praias começou na noite de quinta (19), por meio de equipes da Secretaria de Manutenção (Seman), e metade das prais já recebeu a proteção. O serviço foi paralisado por causa das chuvas, raios e trovoadas que atingiram Salvador na tarde desta sexta, mas já foi retomado.

A fiscalização para que ninguém vá às praias será feita pela Guarda Civil Municipal (GCM) e Secretaria de Ordem Pública (Semop). A operação contará com 60 guardas municipais e 15 veículos, tendo início às 9h, no Porto da Barra. 

Nas demais praias da cidade, a Guarda vai atuar mediante denúncia da própria população. "A participação da população nessa ação da Prefeitura contra o novo vírus é fundamental. Tanto no sentido de atender às recomendações e determinações do decreto quanto denunciando o descumprimento e a formação de aglomerações", disse o diretor municipal de Segurança Urbana e Prevenção à Violência, Maurício Lima. 

Para denunciar, basta acessar o site do Fala Salvador, enviar e-mail para ouvidoria@salvador.ba.gov.br ou acessar as redes sociais da Ouvidoria (@ouvidoria). O telefone 156 deve ser evitado, pois está sobrecarregado em função das demandas provocadas por conta das dúvidas da população em relação ao coronavírus e também pelas solicitações da Operação Chuva. 

Proibição de comércio
Além do fechamento das praias, o decreto publicado nesta sexta no  Diário Ofical também proíbe a realização de atividades comerciais em qualquer praia de Salvador. Os kits distribuídos pela Semop aos comerciantes que atuam nas praias serão retirados e não haverá cobrança de taxas a esses profissionais enquanto durar a medida, com tempo inicial de 15 dias.   

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas