Prefeito deve anunciar nesta sexta (18) abertura gradual das praias

salvador
17.09.2020, 12:17:00
Atualizado: 17.09.2020, 14:42:46
(Tiago Caldas/CORREIO)

Prefeito deve anunciar nesta sexta (18) abertura gradual das praias

Início deve ter restrições de horários, dias e atividades, além de praias selecionadas

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O prefeito ACM Neto afirmou nesta quinta-feira (17) que a liberação parcial das praias está próxima - o anúncio deve acontecer nesta sexta (18). Ele lembrou, contudo, que esse início será feito de maneira gradual, longe de um liberação geral de acesso. 

"Vamos ter, provavelmente, novidades importantes amanhã. Pessoas que estão nessa angústia, ansiedade, em relação por exemplo à reabertura das praias vão ver que as coisas vão começar a acontecer. Talvez não como todo mundo deseje, porque a gente desejaria o 'liberou geral', mas não vai poder. Vai ser dado mais um passo na direção dessas flexibilizações, como temos feito toda semana, com cuidado, consistência, e não por conta de pressões", afirmou Neto, durante evento de inauguração de mais um Prato Amigo.

Neto falou sobre protestos de ambulantes que tiveram a renda comprometida por conta do fechamento das praias. "Incluímos os comerciantes cadastrados no programa Salvador por Todos e eles estão recebendo desde o mês de abril o apoio de R$ 270 por mês da prefeitura. Encaminhei para a Câmara pedido de autorização para estender esse pagamento para dezembro. Muitos ambulantes foram incluídos no programa de distribuição de cestas básicas", destacou.

Hoje, o prefeito terá uma reunião com a equipe técnica de protocolos sobre a reabertura das praias. "É muito provável que amanhã tenhamos alguns anúncios. Estamos em fase de fechamento do protocolo de reabertura das praias. Será lenta e gradual. Já vai começar a acontecer, não vai demorar muito, mas não vamos permitir que ao mesmo tempo voltem todas as praias, muito provavelmente vamos limitar dias da semana, horários do dia, as atividades... Vamos começar a voltar com calma, cautela e prudência. Enquanto esses ambulantes não puderem retornar suas atividades, continuarão recebendo do programa Salvador por Todos", disse.

Neto foi questionado sobre a volta às aulas. "Tenho sim a expectativa de que a educação volte ainda esse ano", disse. "Se depender de mim voltará sim em 2020", afirmou ainda, citando mais uma vez que não deve ser uma volta geral. "Aos poucos, com regras bem rígidas e levando em consideração o que traz mais ou menos riscos", disse. "Não sei se educação infantil volta esse ano. A educação volta, mas a infantil não sei", disse. 

Ele reforçou que a decisão ainda não foi tomada e a discussão de protocolos continua. "Quando voltar, deve começar pelos jovens, pelos estudantes mais maduros, que vão conseguir respeitar e cumprir os protocolos com menos riscos. Tudo isso está sendo discutido e não dá pra falar em prazo".

O prefeito falou também que determinou que a Secretaria de Mobilidade (Semob) assuma a responsabilidade pelos elevadores das passarelas, após impasse sobre se a atribuição seria do governo ou da prefeitura. "Nunca fui de transferir responsabilidade para ninguém, pelo contrário, fui de assumir responsabilidade dos outros. Hoje conversei com secretário Fabio Mota, não quero polêmica, não tem sentido, o que importa é o cidadão. Independente da conversa com MP e de saber de quem é a responsabilidade e de nunca ter havido um plano de operação, determinei que a Semob assuma os equipamentos e coloque para funcionar", afirmou. "Deve ser feita a limpeza, reparo no equipamento, para que possa funcionar, contratação de pessoal e a partir daí a prefeitura vai fazer. Mas que fique claro que em nenhum momento houve qualquer acordo transferindo esses equipamentos para a prefeitura", disse.


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas