Prefeitos preparam debandada após governo quebrar promessa com verba de convênios

satélite
04.07.2022, 05:00:00

Prefeitos preparam debandada após governo quebrar promessa com verba de convênios

Por Jairo Costa Júnior

A Companhia de Desenvolvimento Urbano da Bahia (Conder) foi palco, na tarde da sexta-feira passada, de uma revolta protagonizada por dezenas de prefeitos do interior. A irritação teve como pano de fundo a quebra de promessas feitas pelo governo do estado quanto à liberação de convênios sob o guarda-chuva do órgão. Segundo apurou a Satélite, cerca de 80 prefeitos esperavam receber a verba até o último dia 1º. No entanto, parte deles soube apenas na hora que os repasses não estavam autorizados. Outros foram surpreendidos por somas abaixo do que havia sido acertado pela articulação política do governo. Enfurecidos com o descumprimento do acordo, diversos gestores saíram da Conder decididos a migrar para o bloco do ex-prefeito ACM Neto, pré-candidato da União Brasil a governador.

Cerca arrombada
Os convênios com prefeituras serviram como moeda de troca para conter a debandada na base aliada ao PT. Como o prazo previsto na lei eleitoral para liberar os recursos expirou há três dias, será difícil segurar o movimento de migração.

Inversão de valores
Em seu último Dois de Julho à frente do Palácio de Ondina, Rui Costa (PT) foi o único governador do estado, na história recente da festa, a abandonar o desfile em homenagem à Independência da Bahia na metade do trajeto. Contrariando o costume de sucessivos ocupantes do cargo, que sempre caminharam do início ao fim do percurso, Rui deixou o cortejo pouco tempo após o início para seguir a caravana do ex-presidente Lula (PT) no ato realizado na Fonte Nova. Em suma, trocou as celebrações pela data magna do estado por um evento de cunho eleitoral, colocando de lado o protocolo tradicionalmente cumprido pelos seus antecessores no governo.

Tô nem aí!
Dedicado apenas à agenda de Lula, Rui Costa também não apareceu na cerimônia de encerramento da festa, sábado à tarde, no Campo Grande, e abriu uma lacuna no palanque de autoridades presentes à solenidade. Entre os quais, o prefeito Bruno Reis (União Brasil). A desatenção do governador com os festejos pela vitória dos baianos na batalha contra as tropas portuguesas reforça a percepção de que ele pôs em segundo plano as funções como chefe do Executivo para priorizar as disputas políticas.

Rodada tripla
Três institutos entraram em campo para mais uma série de sondagens novas sobre a sucessão estadual. A primeira, a cargo da Paraná Pesquisas, está com divulgação prevista para amanhã no site Bahia Notícias. Na quinta, deve sair o levantamento encomendado pela revista Exame junto ao instituto Ideia. Um dia depois, a TV Record pretende publicar a pesquisa feita pela Real Time Big Data. Todas elas captam a temperatura do eleitorado após a Festa da Independência.

Gentileza pura
Os ex-secretários de Saúde do estado e de Salvador,  Fábio Vilas-Boas (MDB) e Leo Prates (PDT), se abraçaram no Dois de Julho em exemplo de cordialidade entre rivais. Mesmo no páreo para deputado federal em lados opostos, não esquecem a parceria de sucesso contra a covid.

Falar sobre o tema é fundamental no combate à discriminação. Mas essa luta não pode ficar só no discurso. A sociedade brasileira precisa rejeitar o racismo de forma genuína, verdadeira, sem hipocrisia
Ireuda Silva, vereadora do Republicanos da capital, ao se manifestar sobre o Dia Nacional de Combate à Discriminação Racial, comemorado ontem

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas