Primeiro lote da Sputnik V chega na próxima semana, diz jornal

coronavírus
20.07.2021, 08:54:22
Atualizado: 20.07.2021, 20:00:37

Primeiro lote da Sputnik V chega na próxima semana, diz jornal

1,1 milhão de doses devem desembarcar em Recife

O primeiro lote da vacina Sputnik V deve desembarcar no Brasil na próxima semana. 1,1 milhão de doses vão chegar em Recife  e serão distribuídas para os demais estados do Consórcio Nordeste (Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe).

De acordo com o jornal O Globo, um outro lote, com aproximadamente 600 mil doses, será encaminhado para estados do Norte, ainda sem prazo determinado para chegar. A vacina será incorporada à imunização desses estados de maneira controlada, para que seja atestada sua segurança e eficácia. A avaliação será realizada pelo infectologista Julio Croda, do grupo Vebra Covid-19.

Está prevista, a imunização em massa de ao menos toda uma cidade, como ocorreu em Botucatu e Serrana, em São Paulo. Trata-se de Sousa, na Paraíba, com 69 mil habitantes.

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), no entanto, disse que ainda não há definição sobre a data de recebimento das vacinas. “Ainda carece de autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para importação excepcional e uso controlado do imunobiológico. Uma série de condicionantes e responsabilidades na distribuição, armazenamento, manuseio e aplicação das doses foi atribuída aos importadores (estados) por parte da Anvisa”, explica a Sesab, por meio de nota.  

Somente 300 mil doses estão liberadas para a Bahia, até então. “Num primeiro momento, fica autorizada a importação de doses suficientes para uso em somente 1% da população. Dados projetados do IBGE estimam que a população baiana seja de 14.930.634 pessoas, sendo permitido, portanto, a importação de aproximadamente 300 mil doses para atender cerca de 150 mil pessoas”, completa.  

A secretaria ainda pontua que tampouco há definição sobre qual público receberá as doses da Sputnik, que serão entregues diretamente pelo Fundo Soberano Russo. Nada foi pago, segundo a Sesab, pelas vacinas até então. A eficácia da vacina é de 92% e precisa de duas doses, assim como a Pfizer, Coronavac e Oxford/Astrazeneca.  

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas