Professores de Feira de Santana paralisam atividades em protesto por salários atrasados

bahia
17.05.2022, 16:18:00
(Divulgação/APLB Feira)

Professores de Feira de Santana paralisam atividades em protesto por salários atrasados

Profissionais realizaram mobilização em frente à prefeitura nesta terça-feira (17)

Um grupo de professores se reuniu  em frente à Prefeitura Municipal de Feira de Santana, nesta terça-feira (17), em protesto pelo pagamento integral de salários atrasados. A categoria iniciou ainda três dias de paralisações das atividades.

Em assembleia realizada na última quarta-feira (11), na sede da Sindicato dos Trabalhadores da Educação da Bahia (APLB) em Feira, os trabalhadores em educação aprovaram paralisação nos dias 17, 18 e 19, pelo pagamento integral, reajuste salarial de 33,23%, alteração de carga horária, mudança de referência, reformulação do plano de carreira e melhores condições das escolas da rede municipal.

"Estamos em 17 de maio e grande parte dos professores estão sem receber parte dos salários de março e abril, além disso, as escolas continuam em condições precárias, com falta de professores e funcionários, sem merenda escolar e quando tem é inadequada, além da falta de reformas e péssimas estruturas físicas", informou a APLB, em nota.

(Divulgação/APLB Feira)
(Divulgação/APLB Feira)
(Divulgação/APLB Feira)
(Divulgação/APLB Feira)
(Divulgação/APLB Feira)

A diretoria do sindicato também denunciou o "caos" na educação em Feira de Santana com estagiários e funcionários terceirizados sem receber salários e trabalhando sem contrato.

Na quarta-feira (18), os manifestantes seguirão rumo à Câmara de Vereadores de Feira, às 8h30. Já pela tarde, realizarão mobilização na Secretaria de Educação para cobrar resposta da pauta de reivindicações da categoria.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas