Projeto vai distribuir livros de graça na estação de metrô da Lapa

bahia
19.08.2021, 19:49:00
Atualizado: 19.08.2021, 19:49:26

Projeto vai distribuir livros de graça na estação de metrô da Lapa

Distribuição acontece de 11h às 14h

A Estação de Metrô da Lapa é uma das mais movimentadas de Salvador e nesta sexta-feira (20) recebe pela primeira vez uma ação do projeto Viajando na Leitura, aprovado pela Secretaria Especial da Cultura – Ministério do Turismo e realizada pelo Grupo Projetos de Leitura em parceria com a CCR Metrô Bahia. Serão distribuídos, de graça, livros infantis das 11h às 14h para os clientes que passarem pelo local.

“É a primeira vez que o projeto chega à Bahia, depois de termos realizado no metrô de São Paulo e outros espaços públicos”, explica Laé de Souza, escritor e coordenador do Grupo Projetos de Leitura. Ele mora em São Paulo há mais de 40 anos, mas é baiano da cidade de Jequié. 

A proposta é que as pessoas que estejam passando pela Estação da Lapa da CCR Metrô Bahia possam retirar um dos livros gratuitamente e, após a leitura, recomenda-se que eles sejam deixados nos nichos de livros existentes no próprio metrô ou em outro local público apropriado. “Este é um projeto que passou por São Paulo, nas estações de metrô da ViaMobilidade, e estamos abraçando agora em Salvador. É uma forma de tornar a experiência no transporte mais agradável e marcante para os clientes, incentivando a leitura, hábito tão transformador”, aponta Álvaro Britto, gestor de comunicação da CCR Metrô Bahia.

Serão distribuídos para os clientes 1.000 livros com o objetivo de fomentar a leitura e promover a circulação dos livros doados. Nos exemplares, o leitor encontrará uma tarja, na capa, com a frase: “LEIA-ME E ME ESQUEÇA POR AÍ”, incentivando o compartilhamento da leitura. Um dos livros que faz parte da ação é a publicação infantil Nick e Bia na Floresta Encantada, escrita por Laé de Souza. 

"A cada dia acredito mais na possibilidade de termos um Brasil leitor. O resultado dos projetos de leitura me leva a acreditar que é possível realizar esse sonho", explica Laé.

Motivar a troca de livros é um dos fatores que animam o autor do projeto, iniciado em 1998 desenvolvendo projetos sem fins lucrativos, com o objetivo de vencer um dos maiores desafios encontrados pelos professores e amantes da literatura: desenvolver o hábito da leitura. 

“É preciso que o livro seja lido mais de uma vez. Fazê-lo circular é bom para o livro e para as pessoas. Deixar um livro em um nicho das estações e retirar outro é uma excelente ideia e possibilidade de termos mais pessoas lendo”, destaca Laé de Souza, coordenador do projeto Viajando na Leitura, que estará no evento para conversar com os leitores.
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas