Pronto para estrear, Marllon se apresenta: 'Zagueiro-zagueiro'

e.c. bahia
12.07.2019, 12:07:00
Atualizado: 12.07.2019, 14:25:53
Marllon é apresentado oficialmente no Fazendão e se diz pronto para jogar contra o Santos no recomeço do Brasileirão (Felipe Oliveira/EC Bahia)

Pronto para estrear, Marllon se apresenta: 'Zagueiro-zagueiro'

Regularizado, ele é opção para enfrentar o Santos no recomeço do Brasileirão

Marllon foi direto: "Me sinto pronto", avisou o zagueiro. Regularizado, um dos novos contratados pelo Bahia quer e pode estrear contra o Santos, sábado (13), às 19h, em Pituaçu, no recomeço do Brasileirão após a pausa em função da Copa América. "Estava treinando e caso o professor precise para amanhã ou para outros jogos, vou estar pronto para estrear e fazer um bom jogo", garantiu o defensor, que foi apresentado oficialmente nesta sexta-feira (12).

No Fazendão desde o final de semana, Marllon foi emprestado pelo Corinthians até dezembro. Nesta temporada, ele defendeu a equipe paulista em 11 jogos, seis deles como titular. O último foi no dia 9 de junho, no empate sem gols com o Cruzeiro, na 8ª rodada da Série A, quando levou o primeiro cartão amarelo do ano. 

Com Marllon, o Bahia passa a ter sete zagueiros no elenco principal: Lucas Fonseca, Ernando, Jackson, Xandão e os recém-contratados como ele, Juninho e Wanderson. Everson foi emprestado ao Portimonense, de Portugal, e Ignácio tem jogado pelo time sub-23. Em tratamento por causa de uma hérnia de disco, Ernando está entregue ao departamento médico e não tem previsão de retorno. Jackson desperta o interesse do Fortaleza e pode deixar o Fazendão.

"A qualidade da equipe do Bahia, do gol ao ataque vai ter bastante concorrência. No meu setor não é diferente. Vim sabendo disso. Vou buscar meu espaço, vou trabalhar para quando o professor Roger optar por mim, estar pronto", afirmou Marllon.

Revelado no Flamengo, o zagueiro de 27 anos marcou seis gols na carreira e avisa logo que não costuma encontrar o caminho das redes. "É para falar a verdade ou mentira?", perguntou, em meio a risos. "Para sair gol é difícil. Prefiro não tomar do que fazer lá na frente. Deixo para os atacantes. Jogo mais pelo lado direito, mas se precisar pelo esquerdo vou estar à disposição. Zagueiro-zagueiro, pra falar a verdade. Estamos aí".

Marllon pode ter a chance de começar em campo caso Roger Machado queira poupar algum atleta diante do Santos. Ao lado de Lucas Fonseca, Juninho estreou quarta-feira (10), quando o Bahia empatou em 1x1 com o Grêmio no primeiro confronto das quartas de final da Copa do Brasil. A partida de volta será na próxima quarta-feira (17), às 19h15, na Fonte Nova, e é decisiva. Quem vencer avança às semifinais, e novo empate leva a decisão para os pênaltis. Como já defendeu o Corinthians, Marllon não pode jogar a competição mata-mata.

Com 14 pontos, o Bahia é o 8º colocado da Série A e vai enfrentar o vice-líder. O Santos soma 20 pontos. "Brasileiro é muito difícil. Vai ser só pedreira. Mas creio que eu e toda a rapaziada estamos prontos para chegar amanhã e fazer um grande jogo para buscar o triunfo", analisou Marllon.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas