Prova de fogo: Vitória visita o América-MG, líder da Série B

e.c. vitória
09.01.2021, 05:07:00
Vice-artilheiro da Série B, Léo Ceará estará a postos para ajudar o Vitória contra o América-MG (Leteícia Martins/EC Vitória)

Prova de fogo: Vitória visita o América-MG, líder da Série B

Na luta contra o rebaixamento, rubro-negro entra em campo neste sábado (9), às 19h

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Vitória vai encarar neste sábado (9) uma das principais provas de fogo desta Série B. Às 19h, o rubro-negro visita o líder América-MG, no estádio Independência, em Belo Horizonte. Enquanto o adversário já tem o acesso praticamente garantido a seis rodadas do fim da competição, a luta do Leão é para evitar o rebaixamento à Série C.

“Acredito que a gente pode fazer uma grande partida independente de sabermos que existe um certo favoritismo em relação ao América-MG. A gente jamais pode deixar de acreditar no potencial da nossa equipe”, prega o técnico Rodrigo Chagas.

A confiança do treinador não diminui o alto grau de dificuldade do desafio. Como se não bastasse enfrentar o líder fora de casa, o duelo acontece em momento muito delicado. Com 37 pontos, o Vitória caiu para 16º lugar após a continuação da 33ª rodada porque o Náutico venceu o Paraná, por 2x1, sexta-feira. Agora o Leão está só um ponto à frente do Figueirense, que empatou com o CSA por 0x0 e abre o Z4. Já o América tem 63 pontos e a única preocupação é a disputa ponto a ponto com a Chapecoense pelo título - a Chape tem a mesma pontuação, porém um triunfo a menos e fecha a rodada contra o Botafogo-SP, em Ribeirão Preto.

O torcedor do Vitória pode depositar confiança na capacidade do time de encontrar o caminho do gol. O rubro-negro tem o quinto melhor ataque da Série B. O Leão anotou 39 gols, assim como o Guarani, que já entrou em campo nesta rodada, e tem o vice-artilheiro da competição: Léo Ceará, autor de 13. Caio Dantas, do Sampaio Corrêa, fez 17.

Apesar do bom número individual, o centroavante sabe que é necessário ampliar a artilharia para ajudar o clube em primeiro lugar. “Faltam seis jogos, quatro fora, dois em casa. A gente sabe que precisa vencer. Temos o América-MG, jogo dificílimo fora. A situação é delicada, mas não tem tempo de lamentar”, afirmou Léo Ceará logo após o empate em 1x1 com o Operário, no Barradão, no último domingo.

Já são três jogos sem vencer. Antes, o Vitória havia perdido para Oeste (2x1) e CSA (3x0). O último triunfo foi contra o Juventude (1x0), no dia 15 de dezembro, no Barradão. As três partidas foram comandadas por Mazola Júnior, demitido do cargo. Já o jogo contra o Operário foi o primeiro de Rodrigo Chagas após ser efetivado como técnico.

“Infelizmente, o resultado não veio neste último, que nós queríamos. Mas acredito também que vamos ser diferentes no jogo contra o América-MG. Acredito que a gente vai ter uma superação muito maior, uma vontade, uma alegria de jogar e de vencer. Espero que, dentro do que a gente trabalhou durante toda a semana, a gente possa transferir para este jogo, sabendo que vai ser muito difícil, diante de uma equipe que está lutando lá na frente, pelo título”, afirmou Rodrigo.

Foi sob o comando dele que o Leão conseguiu vencer a única das 15 partidas que disputou fora de casa nesta Série B. Na 25ª rodada, goleou o Paraná por 4x1, na Vila Capanema, em 1º de dezembro. Na ocasião, Rodrigo Chagas estava como técnico interino após a transferência de Eduardo Barroca para o Botafogo.

“Agora é um momento diferente, contra uma equipe que está no topo, brigando pelo título, mas a gente sabe do potencial que nós temos na nossa equipe. Para este jogo, mais do que nunca, assim como eu trabalhei nesse jogo contra o Paraná, acho que o que não pode faltar em nossa equipe é atitude, guerrear, jogar, acreditar, não deixar o adversário jogar”, pontuou o técnico rubro-negro.

No confronto do primeiro turno, o Vitória perdeu para o América-MG, no Barradão, por 2x1. Felipe Azevedo e Ademir marcaram para o time mineiro e Thiago Carleto, que já não faz mais parte do elenco, descontou. A derrota resultou na demissão do técnico Bruno Pivetti.

Rodrigo Chagas acredita que o reencontro terá final diferente. “Em alguns momentos, falta a gente ter um pouco mais de competitividade, atitude, de não deixar o adversário jogar. A gente sabe que tem uma equipe com jogadores de muito potencial, tecnicamente falando, porém o futebol não joga somente com qualidade e potência, mas sim com gana, vontade. A gente tem que aliar, procurar jogar com as duas situações, tanto com a qualidade como com a vontade de vencer. Acredito que, para esse jogo, em momento algum vai faltar isso, até porque a gente sabe da necessidade de pontuar”.

Prováveis escalações
Uma das estratégias para não deixar o rival se soltar em campo é a utilização de Leandro Silva na lateral direita. Por opção do treinador, ele será o titular da posição, que foi ocupada na rodada anterior por Jonathan Bocão. "Leandro é um jogador que veio do América-MG, que conhece tudo também em relação à equipe adversária, é um jogador que tem um comportamento defensivo muito grande, muito bom, um poder de marcação excelente, tem o tempo de bola aérea também muito bom. Acredito que é um jogador que vai estar nos ajudando nessa partida", confirmou o técnico Rodrigo Chagas, que tem também Léo, recuperado de entorse no tornozelo, à disposição para a posição.

Essa não será a única mudança no time. O atacante Vico sentiu um incômodo na coxa e foi vetado. Com a ausência dele, a tendência é que Ewandro forme a dupla de ataque com Léo Ceará. Mateusinho é outra opção. Para compor o banco, o atacante Caíque Souza foi relacionado. Após treinar por dois dias consecutivos no campo, o goleiro Ronaldo precisou voltar a fazer tratamento de fisioterapia na coxa e, por isso, não é opção contra o América-MG. César segue no gol.

O Vitória deve entrar em campo com: César, Leandro Silva, João Victor, Wallace e Rafael Carioca; Guilherme Rend, Matheus Frizzo, Fernando Neto e Thiago Lopes; Ewandro e Léo Ceará.

O provável América, treinado por Lisca, tem: Matheus Cavichioli, Daniel Borges, Messias, Anderson Jesus e Sávio; Zé Ricardo, Juninho e Alê; Felipe Augusto, Rodolfo e Ademir.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas
  • Assinaturas: 71 3480-9140
  • Anuncie: 71 3203-1812
  • Ache Aqui Classificados: 71 3480-9130
  • Redação: 71 3203-1048