Quadrilha junina em homenagem a Santa Dulce é interrompida no Ceará: 'Macumba'

em alta
23.06.2022, 09:38:00
(Divulgação)

Quadrilha junina em homenagem a Santa Dulce é interrompida no Ceará: 'Macumba'

Grupo incluiu elementos de candomblé; secretária disse que ali não era 'terreiro de macumba'

Uma quadrilha junina em Uruburetama, no Ceará, foi interrompida durante a apresentação por ter trechos inspirados no candomblé, quando os participantes estavam de branco em uma homenagem a Santa Dulce dos Pobres. O caso foi no domingo (19).

Segundo os participantes da quadrilha Trem Maluco, a secretária de Turismo e Cultura da cidade interrompeu a apresentação dizendo que eles estavam fazendo "macumba". A informação é do G1CE.

A prefeitura da cidade lamentou o caso e pediu desculpas, afirmando que "não compactua com nenhum tipo de preconceito ou intolerância".

O tema da quadrilha era Santa Dulce e o grupo iniciou com a música "Batuques". Imediatamente a secretária Fernanda Carneiro  interrompeu, afirmando se tratar de um evento católico. Ela disse que a apresentação "estava parecendo um terreiro de macumba".

Um participante não identificado explicou que a ideia era ter elementos que remetem à umbanda e ao candomblé por conta da ligação forte das religiões de matriz afro na Bahia e com a própria Santa Dulce, mesmo sendo uma freira católica. 

"A gente tá com um tema sobre Santa Dulce esse ano e a Santa Dulce da Bahia tinha uma ligação muito forte com o candomblé, com pessoas da umbanda, que eram pessoas que ajudavam ela. Então a gente traz isso na nossa homenagem", explicou. 

(Foto: Divulgação)

As jovens da quadrilha estavam vestidas de baianas, de branco e com turbantes. Os homens também estavam todos de branco. 

A secretária não gostou e pediu que qualquer referência a outra religião fora do catolicismo fosse retirada. 

A Polícia Civil do Ceará investiga se houve crime contra sentimento religioso no caso. O Ministério Público deu prazo de dez dias para que a prefeitura e a secretaria se manifestem.

Afastada
Nesta quarta-feira (22), a prefeitura da cidade informou que Fernanda Carreira pediu para deixar o cargo depois da repercussão do caso. 

"A secretária de cultura e turismo do município de Uruburetama, solicitou seu afastamento do cargo, alegando problemas emocionais. Assim, desde a referida data a ex-secretária não está mais à frente das funções da pasta da cultura desta municipalidade", diz a prefeitura.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas