Quando o amor nasce no nosso coração, sabemos exatamente o que merecemos

edgard abbehusen
30.08.2020, 06:00:00

Quando o amor nasce no nosso coração, sabemos exatamente o que merecemos

Veja vídeo da coluna

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Você não vai encontrar o amor da sua vida antes de topar por aí com alguns outros amores. E em todo amor existe a bagagem. Aquilo que levamos do que sobrou da viagem. Afinal de contas, é a experiência que faz a história que acabou valer a pena.

Acredite sempre na construção diária em torno da euforia de uma paixão que começa tornando tudo possível. Todos os desafios e defeitos, no início, parecem ser superáveis. E não é. Viver ao lado de alguém, todos os dias, convivendo com os defeitos e manias de uma outra pessoa é uma provação, mas a vontade de dialogar é a prova de que você quer continuar tentando aquela vida à dois. 

Veja vídeo da coluna

É que eu acredito que relacionamento é tentativa, mesmo. Por mais amor que a gente sinta, é preciso ter certeza para fazer algo dar certo. Certeza que vem da gente e certeza que vem através das atitudes do outro. Por isso, amar a si mesmo torna qualquer decisão mais fácil. Quando o amor nasce no nosso coração, sabemos exatamente o que merecemos. E sabemos exatamente até que ponto devemos tentar sem nos ferir. 

Por isso, se permita. Você não vai encontrar o amor da sua vida antes de topar por aí com alguns outros amores, se machucar, se ferir, se redescobrir e recomeçar várias e tantas vezes. E até você sentar em paz, na mesa do café em uma tarde de terça-feira para provar do sabor da fruta mordida do Cazuza e tomar a sua dose do veneno antimonotonia do Frejat, muita água vai rolar.

Você só precisa ter disposição para se permitir.


Pois amar também é isso. Correr os riscos de surfar nas ondas da própria intensidade. 

*Edgard Abbehusen é escritor, compositor, redator, baiano, criador de conteúdo afetivo e  autor de livros; Ele  publica textos exclusivos aos domingos nas redes sociais e site do CORREIO. Acompanhe Edgard no Twitter e Instagram

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas