Quem trabalha na Copa América deve reforçar caderneta de vacinação

salvador
01.06.2019, 10:42:00
Atualizado: 01.06.2019, 15:54:04

Quem trabalha na Copa América deve reforçar caderneta de vacinação

Alerta é para quem lida com grandes públicos durante o evento

Faltam duas semanas para o início da Copa América e não é apenas a Seleção Brasileira que vai precisar reforçar sua defesa para ter tranquilidade até o fim da competição. A aglomeração de pessoas nos estádios e arredores preocupa os órgãos de saúde pública, que recomendam que a população aproveite para colocar a caderneta de vacinação em dia.

Desde a quinta-feira (30), a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) convoca os profissionais envolvidos no evento esportivo de forma direta e indireta para tomar uma série de vacinas. Na lista, estão profissionais de turismo e motoristas, por exemplo. O objetivo é evitar a disseminação de doenças infectocontagiosas imunopreveníveis na capital.

As imunizações oferecidas são as mesmas do calendário nacional de vacinação para adultos: hepatite B; febre amarela; tríplice viral, que previne doenças como sarampo, caxumba e rubéola; dupla adulto, que evita difteria e tétano; e pneumocócica 23 Valente, que protege contra pneumonia, otite, meningite e outras doenças causadas pelo pneumococo.

Segundo a subcoordenadora de doenças imunopreveníveis da SMS, Doiane Lemos, a recomendação é que a vacinação aconteça até 15 dias antes do campeonato começar. A bola rola pela primeira vez no dia 14 de junho, com jogo entre Brasil e Bolívia, às 21h30, no estádio do Morumbi, em São Paulo. Em Salvador, o primeiro jogo na Fonte Nova será no dia seguinte, com o duelo Argentina x Colômbia, às 19h.

“A recomendação é que a imunização seja feita 15 dias antes porque, uma vez que o indivíduo recebe as vacinas, esse é o prazo médio para que produza anticorpos para as doenças contra as quais ele está se vacinando”, contou.

Para se proteger, é simples. Basta ir até uma das 128 unidades de vacinação do município, das 8h às 17h. O ideal é que seja apresentado o cartão de vacinação de cada pessoa, mas quem não tiver o documento não será impedido de ser imunizado. Para consultar os locais de vacinação, basta ir ao site da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e escolher as opções USF e UBS - um mapa mostrará todas as unidades disponíveis na cidade.

Outros cuidados
Além da vacinação, a subcoordenadora destacou que ações de higienização também ajudam a proteger o sistema imunológico. “É importante lavar bem as mãos porque, quando a gente está em um evento de massa como esse, tem contato com várias pessoas", destacou ela, que pontuou que optar por uma alimentação saudável e dormir bem também são boas dicas para manter o corpo saudável.

Hotelaria
Quem conhece Salvador sabe que, durante grandes eventos, a cidade encara um ritmo frenético. O vai e vem de turistas e baianos também é motivo de atenção do setor hoteleiro, o que mais emprega trabalhadores do turismo. Entre recepcionistas, camareiras, pessoal de limpeza e outros cargos, são cerca de 40 mil pessoas - todos estão entre aqueles que devem se vacinar. 

“É uma medida importante. Vamos apoiar e incentivar os trabalhadores a procurarem os postos de saúde. A gente, que trabalha com hotelaria, tem contato com muita gente, de diferentes lugares do mundo. Então, é importante se proteger e evitar a transmissão dos vírus”, afirmou o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), Glicério Lemos.

Segundo ele, a taxa média de hospedagem em Salvador, durante os dias dos jogos, é de 40% - percentual igual ao mesmo período do ano passado e abaixo dos 55% estimados pelo setor.

A Copa América de 2019 terá duração até o dia 7 de julho. A equipe do técnico Tite ficará no Grupo A, onde também estão Bolívia, Venezuela e Peru. Em Salvador, serão cinco jogos: Argentina x Colômbia (15 de junho), Brasil x Venezuela (18), Chile x Equador (21), Colômbia x Paraguai (23) e uma partida pelas quartas de final (29), com adversários a definir.

Por enquanto, a partida que mais terá turistas na cidade é a de estreia na Fonte Nova, no dia 15. Nesta data, 63% dos 40 mil leitos estão preenchidos. Já no dia em que a Seleção Brasileira entra em campo na Fonte Nova, terça-feira (18), a ocupação é inferior: 40%.    

Para Glicério, o cenário poderia ser melhor, mas é justificado pelos recentes problemas na aviação brasileira, como a crise da Avianca, que provocou aumento no preço das passagens, além da crise econômica do país.

“A crise da Avianca e da economia acabou interferindo. Em média, a ocupação está parecida com a de junho do ano passado”, afirmou.

Além da capital baiana e de São Paulo, Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG) e Porto Alegre (RS) também sediarão os jogos.

Carros
Se tem um local com rotatividade intensa, é o banco do carro de taxistas, motoristas por aplicativo ou rodoviários do transporte público. O diretor de comunicação do Sindicato dos Rodoviários, Daniel Mota, contou que alguns destes profissionais já têm adotado estratégias para se proteger.

Taxistas tomarão vacina (Foto: Arquivo CORREIO)

“A gente leva álcool em gel para passar no corrimão e sempre deixa a janela aberta para circular um ar, mas sabemos que isso não é suficiente. Essa semana foi aprovado na Câmara Municipal o projeto de lei que garante a vacinação contra doenças virais para a categoria, porque estamos expostos diariamente. Agora ele depende da aprovação do Executivo. De qualquer forma, essa ação é bem-vinda”, afirmou.

Atualmente, Salvador tem cerca de 13 mil rodoviários. O número de taxistas também é grande, cerca de 10 mil trabalhadores. Segundo o presidente da Associação Geral dos Taxistas (AGT), Dênis Paim, é recorrente que profissionais fiquem doentes após grandes eventos.

“A categoria trabalha no corpo a corpo com as pessoas. Ficamos em um ambiente fechado, abafado, então o risco é maior. Essa ação é importante porque ajuda a nos proteger. Estamos organizando palestras na sede da nossa associação para discutir esse assunto”, afirmou.

A estratégia de usar álcool em gel nos volantes e maçanetas é a mais comum entre os profissionais, mas o presidente do Sindicato dos Motoristas por Aplicativos e Condutores de Cooperativas do Estado da Bahia (Simactter), Átila Santana, contou que a categoria tem adotado também outras medidas, como manter o ar-condicionado ligado e limpar sempre o veículo e o celular.

“Fomos informados dessa ação da Secretaria de Saúde e até solicitamos que um posto de vacinação fosse instalado na sede do nosso sindicato. É uma medida bem-vinda porque ficamos muito expostos”, contou.

Atualmente, existem 28 mil motoristas cadastrados nas plataformas.

Estádio e hotéis também serão alvos de ações de saúde
Os agentes de saúde estão apertando o cerco também no entorno da Arena Fonte Nova e nos hotéis onde as seleções vão ficar hospedadas. O objetivo é evitar a proliferação de algumas doenças, como leptospirose e as transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti (dengue, zika e chikungunya).

O Centro de Controle de Zoonoses da cidade e a Vigilância em Saúde Ambiental de Salvador estão empenhados nesse sentido. A análise da qualidade da água e do ar será intensificada durante o campeonato. O rigor é uma exigência dos organizadores da Copa América, mas já acontece diariamente em Salvador.

O monitoramento será feito no entorno da Fonte Nova, além de pontos específicos da cidade, principalmente aqueles que possuem fontes e academias de rua, além de localidades próximas aos hotéis onde os atletas ficarão hospedados. A previsão é que a Seleção Brasileira fique no Hotel Deville Prime Salvador, em Itapuã, e a Paraguaia, no Gran Hotel Stella Maris, em Stella Maris. Os demais estabelecimentos ocupados pelas demais equipes não foram divulgados.

Já o ar será analisado através de aparelhos móveis usados pelos servidores. Historicamente, Salvador não apresenta problemas graves, mas, em caso de comprometimento da qualidade, um comunicado será emitido para a população. Cerca de 50 trabalhadores devem atuar dentro do estádio nos dias de jogos. 


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/historia-em-realidade-virtual-e-contada-em-exposicao-interativa-no-gregorio-de-mattos/
Idealizado pelo cantor baiano Nikima, Auss e Auss XP segue em cartaz até maio
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/barbeiragem-ferry-bate-em-atracadouro-e-assusta-passageiros-veja-video/
Operadora do sistema atribuiu dificuldade em manobra a condições de vento e maré; ninguém se feriu
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/ensaio-inedito-de-joao-gilberto-e-descoberto-por-pesquisador/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/baiana-premiada-pela-onu-lanca-campanha-para-levar-agua-potavel-para-a-africa/
Anna Luísa Beserra Santos criou uma tecnologia social capaz de oferecer tratamento de água seguro e barato
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/seis-anos-depois-denny-volta-aos-palcos-do-festival-de-verao/
Em entrevista ao CORREIO, artista fala sobre o Carnaval e sobre a expectativa de voltar ao evento: ele vai mudar verso de música em homagem ao FV20
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/ex-vocalista-do-angra-edu-falaschi-faz-dueto-com-cantor-da-calcinha-preta-em-show/
Daniel Diau participou de show em Recife cantando Bleeding Heart/Agora Estou Sofrendo
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/ouca-festival-do-olodum-consagra-musica-de-sandoval-melodia-para-o-carnaval-2020/
Canção intitulada Lendárias do Tempo reverencia figuras femininas que marcaram a história
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/de-arrepiar-jovens-percursionistas-fazem-apresentacao-no-centro-historico/
Dança, moda e artes plásticas também fazem parte do Coisas do Sim, do Projeto Axé
Ler Mais