Ramon diz que classificação na Sula dá confiança para Brasileiro

e.c. bahia
01.12.2020, 22:28:00
Atualizado: 02.12.2020, 00:14:04
Ramon ganhou chance entre os titulares e destaca confiança após classificação (Foto: EC Bahia/Divulgação)

Ramon diz que classificação na Sula dá confiança para Brasileiro

Após passar pelo Unión, tricolor agora volta a focar no torneio nacional

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A classificação do Bahia às quartas de final da Copa Sul-Americana veio em tons de tensão. Diante do Unión, o tricolor teve que se segurar até o último minuto para arrancar o empate em 0x0 que garantiu a vaga. Apesar da pressão sofrida nos minutos finais, o volante Ramon afirmou que o resultado dá mais confiança ao time para seguir brigando no torneio internacional e também no Campeonato Brasileiro.

"Acredito que essa classificação nos dá mais confiança para seguir lutando no Campeonato Brasileiro. Foi uma partida difícil, o time deles atacou bastante. Montamos uma estratégia que deu certo. Com certeza essa classificação vai nos dar uma confiança para encarar a sequência no Brasileiro", disse ele.

Ramon aproveitou ainda para falar sobre a sequência que vem tendo como titular. Com os desfalques por covid-19 e lesões, o volante acabou ganhando uma durante o duelo na Argentina.

“Muito feliz pela oportunidade, o professor Mano e o Claudinho (Prates) me deram muita confiança. O grupo é um só, todo mundo tem que estar preparado. O pessoal que não vinha jogando entrou bem, deu conta do recado e nós temos tudo para nos levantarmos no Campeonato Brasileiro e também conquistar coisas grandes na Sul-Americana”, continuou.

Já garantido nas quartas, o tricolor espera agora o vencedor de Vasco e Defensa y Justícia, da Argentina, para saber quem será o adversário na próxima fase. Questionado se tem preferência, Ramon afirmou que o Bahia não pode escolher os rivais se quiser ser campeão.  

“O Vasco é um time brasileiro, a gente conhece mais, mas nessa altura não podemos escolher adversário. Vamos estudar cada um, montar a estratégia e se Deus quiser sair com o resultado na próxima fase”, finalizou o volante.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas