Referência de discotecagem, DJ Oliver Dom Jack morre em Salvador

salvador
13.06.2021, 12:22:00
Atualizado: 14.06.2021, 13:25:39
(Reprodução/Instagram)

Referência de discotecagem, DJ Oliver Dom Jack morre em Salvador

Ele estava internado com covid-19

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O DJ Oliver Dom Jack, famoso nas noites de Salvador, morreu no sábado (12). Oliver agitava as pistas de eventos de moda e LGBTQI+, entre outros. Amigos lamentaram a morte do artista, que estava internado com covid-19. 

O jornalista Jamil Moreira Castro lembra que conheceu o DJ quando ele ainda usava o nome Márcio Santos, antes da mudança para Oliver Dom Jack. "Eu fiz muita coisa com ele, principalmente festas e eventos de moda. Era uma pessoa queridíssima, sempre à disposição. As últimas festas de Iemanjá, que eu fiz junto com o Nino Nogueira, ele que tocou. Era uma pessoa muito querida", lamenta.  

Jamil conta que o DJ participou de muitos eventos do Bazar, antigo caderno de moda do CORREIO, editado por anos pelo jornalista. "Ele fez várias de lançamentos de coleções em lojas, tocou muito nas festas de Nino, de Lícia Fábio, de Marta Gois. E, por anos, ele foi DJ residente na boate GLS mais badalada de Salvador - na época não tinha as letras todas. Ele, junto com o Chiquinho, foram residentes lá", acrescenta.

DJ Chiquinho fez um post lamentando a perda. "Estou sem chão, amigo. Sei que a vida continua na eternidade! Sei, também as forças divinas estão do seu lado, irmão!!!!!! Sei que a vida não para, jamais! Vai com Deus! A  foto não está nova, mas me faz lembrar os momentos maravilhosos que tivemos! Descanse em paz", escreveu, compartilhando uma foto dos dois. 

O músico e historiador Nairo Elo chamou o DJ de "lenda". "Hoje perdemos um cara mais que especial, uma lenda! Obrigado por tudo Oliver Dom Jack. Você agora vai discotecar lá no céu", postou.

A promoter Marta Góes foi outra a homenagear o DJ. "Que sua passagem seja alegre como você foi nesta vida!! Amigo, seu som fez muitaaaa gente feliz, jamais te esquecerei, agora você vai embalar as festas lá do céu pois aqui foi um dos mesmo DJs que eu tive o prazer de conhecer", postou no Instagram.

O DJ Telefunksoul relembrou momentos que viveu com Oliver. "Hoje perdi mais que um amigo, um confidente musical! Passávamos horas no zap falando sobre cena, músicas influências e o melhor... Da nossa dedicação em ver o cenário de DJs crescer", escreveu ele, chamando Oliver de "referência" na discotecagem da Bahia. "Te amo, irmão. Que os orixás te guiem no infinito".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas