Restaurantes lotam e formam até fila no Dia das Mães

salvador
14.05.2017, 16:17:00

Restaurantes lotam e formam até fila no Dia das Mães

Como o almoço em família continua sendo a programação preferida para a comemoração, alguns locais ficaram lotados e em um houve até fila para entrar

Culturalmente, o brasileiro tem o costume de almoçar mais tarde aos domingos. Mas, nesse Dia das Mães, a situação foi diferente em alguns restaurantes de Salvador. Como o almoço em família continua sendo a programação preferida para esta comemoração, muita gente procurou os estabelecimentos logo cedo com medo da superlotação e em um houve até fila para entrar.

Foi o caso do Restaurante Coco Bambu, na Avenida Magalhães Neto, na Pituba, que abriu às 11h. Por volta das 12h10, os clientes esperavam numa fila de cerca de 30 metros do lado de fora, com tempo estimado de uma a uma hora e meia de espera. “Eu moro aqui do lado do restaurante, eu estava olhando pela janela e ainda estava vazio. Aí me distraí numa ligação e quando fui ver, já tinha fila”, conta a enfermeira Ana Conceição, 60, que foi com as duas filhas. A família também enfrentou dificuldades para estacionar o carro. 

(Foto: Mauro Akin Nassor / CORREIO)

Com a alta demanda do dia, o restaurante também teve muitos pedidos delivery e contratou quatro motoboys a mais para dar conta das entregas. De acordo com o maître Moraes, a demanda aumentou cerca de 70% em relação aos dias normais. Já esperando a movimentação, o restaurante forneceu senhas para que os numerosos grupos de pessoas aguardassem as mesas disponíveis. 

Quem também procurou pelo Coco Bambu foi Cris Leite, 28. Enquanto aguardava a mãe estacionar o carro, ela guardava o lugar na fila. “Acho que quando ela ver isso aqui vai querer cair fora”, brinca a filha. “Não sei se vamos encarar não, hoje é ela quem manda”.

No Restaurante Marinata, no Stiep, a coisa não foi muito diferente e, apesar de não haver filas, todas as mesas estavam ocupadas antes de meio dia. Segundo o gerente do estabelecimento, esse é o dia mais movimentado do ano. Por causa disso, também tiveram que contratar mais dois motoboys extras. “Diariamente, nosso delivery já é bem utilizado. Hoje, os pedidos aumentaram em 40%”, explica.

O restaurante, que trabalha com comida italiana, foi a preferência da família de Marco Antônio Brito para a comemoração. Acompanhado da esposa, mãe e sogra, ele brinca: “Eu até disse que ia para a cozinha por elas, mas caíram fora”. A sogra rebate: “Quem é que ia ter essa coragem? Ninguém quis arriscar”. A decisão de almoçar fora foi porque o Dia das Mães é uma data especial para sair de casa, mas também “porque ninguém estava muito a fim de ir para a cozinha”, acrescenta a esposa.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas